Vôlei

Walter Pitombo vence e ficará mais quatro anos na CBV

por Redação
A
A

Walter Pitombo venceu as eleições da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), realizadas no domingo (10), e ficará mais quatro anos no comando da entidade. Foram 151 votos contra 96 do candidato da oposição, Túlio Teixeira.

Essa foi a primeira eleição com mais de um candidato na CBV em 45 anos. Desde 1975, a entidade teve apenas três presidentes: Carlos Nuzman, Ary Graça e Walter Pitombo, mandatário entre 1995 e 1997 que retornou ao cargo em 2014.

publicidade
Eleições aconteceram no fim de semana (Foto: Divulgação/CBV)
Eleições aconteceram no fim de semana (Foto: Divulgação/CBV)
publicidade

“Hoje foi um dia histórico para o voleibol brasileiro e é pelo bem desse esporte que tanto amamos que comemoramos o resultado dessa eleição que contou com votos de todo o país. Foi um resultado democrático e agora vamos seguir trabalhando pelo desenvolvimento cada vez maior da nossa modalidade”, comentou Pitombo.

Com 87 anos, a dirigente não participou presencialmente do evento, por conta do risco do Covid-19.

A oposição, no entanto, reclamou dos resultados. Segundo Teixeira, sua chapa tinha apoio maior, mas parte do eleitorado sofreu pressão para votar na oposição. Ele alega que atletas, por exemplo, foram ameaçados de desfiliação.

publicidade

Vans terá Ariadne Souza na equipe de skate amador