Tóquio 2020

Toyota desiste de ativar patrocínio em Tóquio 2020

por Redação
A
A
Em novembro de 2019, táxis da Toyota ostentavam a logomarca de Tóquio 2020
Wagner Giannella/Máquina do Esporte
Em novembro de 2019, táxis da Toyota ostentavam a logomarca de Tóquio 2020
publicidade

A Toyota, que é uma das patrocinadoras TOP do Comitê Olímpico Internacional (COI), desistiu de fazer qualquer campanha de mídia relacionada aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 no país-sede do evento. O motivo para a desistência é a baixa adesão do público japonês aos Jogos, que começam na próxima sexta-feira (23).

Além de não ativar o patrocínio, a montadora não enviará seu principal executivo para o evento. Segundo o jornal “Yomiuri Shimbun”, o presidente-executivo da Toyota e membro da família fundadora da empresa, Akio Toyoda, não comparecerá à cerimônia de abertura no estádio olímpico.

A confirmação de que não haverá ativações da montadora, que desde 2015 se tornou patrocinadora TOP do COI, com validade a partir de Tóquio 2020 até Paris 2024, representou mais uma derrota para o Comitê Organizador da Olimpíada. Nas últimas semanas, as críticas da opinião pública aos Jogos têm feito os organizadores e o COI tentarem de todas as formas minimizar o risco de aumento de contágio do coronavírus com a realização dos Jogos.

publicidade

"Esses parceiros e patrocinadores lutaram para apoiar Tóquio 2020. Este ano foi uma situação bastante intensa e desafiadora, mas, ainda assim, são parceiros e patrocinadores que sempre apoiaram muito a Olimpíada. É claro que há um sentimento público misto em relação aos Jogos. Deve haver uma decisão de cada empresa em termos de como elas devem ser capazes de transmitir suas mensagens ao público a partir de suas próprias perspectivas", disse o porta-voz de Tóquio 2020, Masa Takaya, tentando minimizar o fim das ativações da Toyota.

A decisão da montadora contrasta com o clima vivido pré-pandemia e cerca de oito meses antes da data original dos Jogos Olímpicos, em 2020. Em novembro de 2019, quando a reportagem da Máquina do Esporte foi ao Japão, a Toyota se fazia quase que onipresente na cidade-sede dos Jogos. Todos os táxis da montadora estavam adesivados com temas olímpicos, e diversas propagandas eram vistas pelas ruas de Tóquio.

Agora, o cenário é totalmente diferente. Tóquio tem relatado mais de mil novos casos de Covid-19 por dia, e o medo entre o cético público japonês aumentou com a notícia de que dois atletas que estão na Vila Olímpica testaram positivo para a doença. Enquanto isso, o COI insiste em dizer que a Vila será o "lugar mais seguro" em Tóquio.

A saída de cena de um dos principais patrocinadores olímpicos, porém, pode dar origem a um movimento em cascata que deixará ainda mais apagado o brilho olímpico.

publicidade