Tóquio-2020

Com Covid em alta, Japão tira regalias a atletas olímpicos

por Redação
A
A

O governo japonês anunciou na manhã de segunda-feira (4) novas medidas para tentar conter o avanço de novos casos de coronavírus no país. O primeiro anúncio foi o de que Tóquio e outras cidades próximas à capital podem entrar em breve em um lockdown, caso continuem a aumentar os casos da doença.

Outra medida tomada pelo governo e que afeta diretamente os atletas que sonham em disputar os Jogos Olímpicos em julho é a suspensão das disposições especiais que permitiam a entrada de atletas olímpicos e membros de equipes para treinar no país. A restrição, a princípio, afeta os países onde a nova cepa da Covid-19, que é mais infecciosa, foi identificada. O Reino Unido é um desses países.

publicidade

A decisão, que vigorará até o final de janeiro, pode afetar os atletas e funcionários que se preparam para as Olimpíadas e Paraolímpicas de Tóquio e representa um retrocesso para quem busca a preparação aos eventos.

Em novembro, os organizadores dos Jogos Olímpicos haviam obtido a aprovação do governo para flexibilizar as restrições de entrada de atletas que viajam ao país em preparação para os Jogos.

No entanto, com o ressurgimento de casos domésticos de Covid-19 e a variante do vírus altamente contagiosa do Reino Unido e da África do Sul já detectada no país, o governo suspendeu novas entradas de estrangeiros não residentes até 31 de janeiro.

publicidade
O governo japonês também intensificou as medidas de quarentena do aeroporto para pessoas que retornam ao Japão de países e regiões onde mais variantes infecciosas do Covid-19 foram identificadas.
Fonte: Reprodução
O governo japonês também intensificou as medidas de quarentena do aeroporto para pessoas que retornam ao Japão de países e regiões onde mais variantes infecciosas do Covid-19 foram identificadas.
publicidade

O governo japonês também intensificou as medidas de quarentena do aeroporto para pessoas que retornam ao Japão de países e regiões onde mais variantes infecciosas do Covid-19 foram identificadas. Os atletas japoneses que retornam com permissão especial para participar dos treinos e competições devem agora se submeter imediatamente a uma quarentena completa de 14 dias se chegarem dos países indicados, que incluem Bélgica, Grã-Bretanha, França, Itália e África do Sul.

publicidade

Jovem Pan lança mesa redonda Canelada com youtubers e ex-Globo