Outros

Under Armour cortou gastos com patrocínio pela metade em 2020

por Redação
A
A
A empresa está passando por uma reestruturação de gastos.
Reprodução
A empresa está passando por uma reestruturação de gastos.
publicidade

A Under Armour fez grandes cortes em seus contratos de patrocínio em 2020. A empresa americana de moda e equipamentos esportivos reduziu seus gastos com patrocínio em 47% em 2020, de acordo com o Financial Times.

A empresa está imersa, há alguns anos, em um plano estratégico para melhorar sua rentabilidade. A empresa encerrou 2020 com obrigações de patrocínio equivalentes a 362 milhões de dólares, em comparação com 679 milhões de dólares em 2019. Este corte no orçamento de marketing inclui contratos com a NFL, as universidades de Berkeley, Cincinnati e Ucla e atletas profissionais.

A Under Armour vem rompendo acordos de patrocínio desde meados do ano passado, alegando que elas não eram lucrativas. A empresa, que tem sido pilotada desde 2019 por Patrik Frisk, está passando por uma profunda reestruturação que envolverá gastos entre $550 milhões e $600 milhões.

Os planos da empresa também incluem um melhor foco de seus investimentos em marketing em áreas mais rentáveis. Apesar desses movimentos, os custos de marketing da empresa aumentaram ligeiramente no ano passado, de 11% para 12,3%.

publicidade