Outros

Prêmio Máquina: Conheça os finalistas em Ação de Vendas

por Redação
A
A
Cerimônia do Prêmio Máquina do Esporte acontecerá no dia 28 de junho
Divulgação
Cerimônia do Prêmio Máquina do Esporte acontecerá no dia 28 de junho
publicidade

A reta final do Prêmio Máquina do Esporte começou! Conheça nesta segunda-feira (31), os cinco indicados para a fase final da premiação. A primeira categoria a ser indicada é a de “Ação de Vendas”. Os cases escolhidos para irem à votação foram:

Camisa em nome da Payxão, do Paysandu.

O Paysandu lançou, no final de maio de 2020, uma campanha para buscar novas formas de captação de recursos para a construção do CT do Paysandu. Uma das alternativas encontradas foi criar a campanha "Camisa em nome da Payxão". O uniforme, personalizado e em edição limitada, destinaria 40% da verba arrecadada com as vendas para as obras de construção do centro de treinamento. Com a camisa lançada a R$ 350, cada uniforme representaria R$ 150 destinados para o CT, que atualmente está na segunda etapa de construção. O lote com as 530 camisas foi vendido em menos de um mês, gerando R$ 185 mil para o clube investir nas obras.

Manto da Massa, do Atlético-MG.

Logo que o futebol parou, em março 2020, o Atlético Mineiro viu que precisava aumentar a receita através da única fonte possível para o momento: sua torcida. Em parceria com o Grupo End to End, responsável pela gestão do programa Galo na Veia, o Atlético lançou a campanha “Manto da Massa”. Os torcedores foram chamados para desenhar uma camisa para o time. Com 1511 projetos de uniforme recebidos em apenas duas semanas, o clube criou uma enquete para a escolha das camisas finalistas. Na enquete, embutiu uma pesquisa para conhecer melhor seu torcedor. Em uma semana, mais de 52 mil pessoas escolheram seu modelo favorito. Com vendas exclusivas aos sócios-torcedores nas primeiras 92 horas, o clube vendeu, em uma semana, 100 mil camisas, teve 20 mil novas adesões de sócios-torcedores e 15 mil novos seguidores no perfil do Galo Na Veia nas redes sociais.

Quadros autografados do Gabigol após a conquista da Libertadores

Herói da conquista da Conmebol Libertadores pelo Flamengo em 2019, o atacante Gabigol criou uma ação de licenciamento de produtos para faturar com a fama. Em parceria com a agência 4Comm, que gerencia sua carreira, o atacante fez uma edição limitada com quadros autografados dos lances decisivos para o Flamengo. Logo no primeiro dia, 100 quadros foram vendidos, o que fez a agência lançar um novo lote com 50 peças para comercialização.

Copos licenciados da NBA com a rede de cinemas Cinemark

Sem a possibilidade de abrigar a NBA House por conta da pandemia, a NBA criou um produto novo para os fãs do basquete curtirem as finais da liga. De quebra, ativou um acordo de licenciamento com a rede de cinemas Cinemark, que criou produtos exclusivos, com quantidades limitadas e uma campanha em torno dos playoffs e das finais da NBA. Copos colecionáveis de oito times da NBA, além de um balde de pipoca da NBA Finals, com um copo exclusivo, fizeram parte da ação. Os produtos geraram grande visibilidade e se tornaram uma plataforma de engajamento com os fãs durante as finais da NBA. Em apenas sete dias, 40% dos produtos foram vendidos e em 30 dias todos os itens estavam esgotados.

Camisa do Ceará para a Copa do Nordeste

Bicampeão invicto da Copa do Nordeste em 2020, o Ceará decidiu faturar com a conquista e preparar o torcedor para a temporada de 2021. O clube apresentou, ainda em setembro de 2020, um uniforme para ser utilizado exclusivamente na competição deste ano. O lançamento do modelo e as vendas aconteceram de forma veloz. Em apenas seis dias de campanha de divulgação nas redes sociais e na TV (Globo, SporTV e Premiere), foram vendidas 7 mil camisas que geraram um faturamento de R$ 1,5 milhão.

publicidade