Outros

DAZN tem receita e prejuízo recordes em 2019

por Redação
A
A

O ano de 2020 foi difícil para o DAZN, mas o movimento registrado em 2019 gerou otimismo aos executivos da empresa de streaming esportivo. Segundo SportBusiness, a companhia teve um faturamento de US$ 878 milhões em 2019, com mais de 8 milhões de assinantes em todo o mundo.

O número de torcedores que pagou as mensalidades do serviço em 2019 foi o dobro do apresentado em 2018. Além disso, a empresa teve o incremento de US$ 100 milhões em publicidade. Em comparação, a receita de 2018 foi de US$ 498 milhões.

publicidade

Em 2020, os números ainda não foram apresentados, mas, apesar do impacto, a perspectiva é boa para o próximo ano, já que a empresa conseguiu recuperar o número de assinantes perdidos no início da pandemia.

A situação financeira ainda não é simples. Em 2019, mesmo com o aumento de receita, o DAZN teve prejuízo de US$ 1,4 bilhão. No entanto, a perspectiva é que gastos técnicos e gastos com marketing sejam estabilizados, enquanto a tendência é de aumento no número de assinantes. Logo, a companhia mantém a expectativa de lucro em longo prazo.

publicidade
Segundo SportBusiness, a companhia teve um faturamento de US$ 878 milhões em 2019, com mais de 8 milhões de assinantes em todo o mundo.
Fonte: Divulgação
Segundo SportBusiness, a companhia teve um faturamento de US$ 878 milhões em 2019, com mais de 8 milhões de assinantes em todo o mundo.
publicidade

Haverá também novos desafios. No momento de alta, em 2019, o Brasil foi um dos principais mercados para o DAZN. Mas, em 2020, a empresa teve que reduzir a operação do país frente à crise do Covid.

A companhia, por sinal, fez movimentos diferentes em outros países. Enquanto no Brasil o número de direitos de transmissão foi reduzido para evitar um prejuízo maior, ao redor do mundo o DAZN passou a gastar mais com competições: US$ 4,9 bilhões em 2019 para US$ 6,5 bilhões em 2020.

publicidade