Opinião

Opinião: Espanha vai assumindo a vanguarda no futebol

por Erich Beting
A
A

Qual é o mercado a ser analisado quando pensamos em vanguarda no futebol? Durante as últimas décadas, Itália e Inglaterra foram os grandes protagonistas da bola. Os italianos foram os primeiros a tornar o Calcio internacional, nos anos 80 e 90. Eles meio que mostraram ao mundo que os campeonatos nacionais poderiam ser grandes mundialmente.

Nos anos 2000, impulsionados pela Champions League, os ingleses assumiram esse protagonismo. A transformação da Premier League numa liga nos mesmos moldes das americanas foi um mérito dos britânicos, que agora colhem os frutos dessa abertura dos times a grandes investidores. O dinheiro, o prestígio e o poder estão hoje na Inglaterra.

Mas quem será a próxima bola da vez?

A julgar pelo que vem sendo feito de uns tempos para cá, a LaLiga e o futebol espanhol são a grande aposta para a revolução no jeito de se relacionar com os fãs. Os espanhóis perceberam, antes de todo mundo, que o caminho para se conectar com o novo fã de futebol é a produção de conteúdo.

publicidade
Messi, o grande astro dos gramados da Espanha (Foto: laliga.com)
Messi, o grande astro dos gramados da Espanha (Foto: laliga.com)
publicidade

Há alguns anos, a LaLiga recrutou um ex-diretor da Netflix para assumir toda a área de comunicação. Nos últimos meses, Barcelona e Real Madrid têm buscado especialistas em mídia e no digital para assumirem áreas estratégicas dentro de suas estruturas.

A revolução digital que os espanhóis buscaram mostrou-se o caminho para o futuro a partir da pandemia. Enquanto muitas ligas e clubes ficaram sem saber o que fazer, os ibéricos deram um show de conexão com o torcedor, de entretenimento com o público e de prestação de serviços a partir do conteúdo gerado diariamente pela LaLiga e pelos clubes.

No começo do ano, Dídac Lee, um empresário espanhol e conselheiro do Barcelona, deu entrevista ao site 2Playbook em que foi categórico ao afirmar: “O futuro de qualquer propriedade esportiva passa por ser uma empresa de mídia e dados”.

Lee falou sobre o projeto digital do Barcelona, que ele participou da criação e ajudou a colocar em pé, em fevereiro de 2020. Antes da pandemia, o Barça já mostrava que a produção de conteúdo e a gestão do torcedor a partir disso eram o caminho.

O clube de Messi é um dos pioneiros nesse projeto. E deve começar a trazer, rapidamente, os demais times da Espanha para esse campo de jogo. No Brasil, o Athletico Paranaense é um dos poucos clubes que tem uma preocupação maior em ser o dono da informação.

A revolução que o digital promoveu no mundo foi o de fazer o conteúdo ser a chave para abrir conversa com as pessoas. O esporte nos Estados Unidos sabe disso há mais de uma década. O futebol da Espanha já percebeu isso faz pelo menos dois anos. Quando o restante do mundo irá acordar?

publicidade

Corinthians Feminino assina com a Vitasay50+ para a Copa Libertadores