Motor

McLaren entrará na Extreme E, de SUVs elétricos, em 2022

por Redação
A
A
McLaren entrará na Extreme E, de SUVs elétricos, em 2022
publicidade

A fabricante britânica de automóveis McLaren anunciou que competirá na série Extreme E, categoria disputada por SUVs elétricos, a partir de 2022. Com a participação, a equipe tem o objetivo de promover sua agenda de diversidade e sustentabilidade, alcançando novos fãs e fazendo crescer sua franquia global.

De acordo com o site britânico SportsPro Media, esta decisão segue uma avaliação interna da McLaren, baseada em fatores estratégicos, operacionais e econômicos. A empresa tem um forte envolvimento com a tecnologia elétrica, tendo fornecido tecnologia de baterias para a Fórmula E durante as duas primeiras gerações da categoria de monopostos elétricos. Agora, a Extreme E entra no portfólio diversificado de esportes motorizados da McLaren, que já possui Fórmula 1, IndyCar, Le Mans e Can-Am.

"Desde o momento em que o Extreme E foi anunciado, temos acompanhado de perto o progresso da série. Nossa atenção foi imediatamente atraída pelo formato inovador desta plataforma automobilística, em particular a capacidade que nos dá de acelerar e impulsionar nossa própria agenda abrangente de sustentabilidade, que compartilha as mesmas prioridades de descarbonização, redução de desperdício, diversidade e igualdade", disse Zak Brown, executivo-chefe da McLaren Racing.

A temporada 2021 da Extreme E continuará nos dias 28 e 29 de agosto, em Kangerlussuaq, na Groenlândia. E a McLaren estará de olho, já projetando tudo que pretende fazer no ano que vem.

"Ao mesmo tempo, a categoria nos permitirá alcançar um novo público com um formato de corrida inovador, conectar com uma nova geração de fãs através de conteúdo servido através de uma variedade de canais e fornecer aos parceiros uma plataforma de competição orientada para o propósito de se alinhar e compartilhar em uma narrativa positiva e poderosa", completou Zak Brown.

publicidade