Motor

Eduardo Paes diz que não fará autódromo em Deodoro, no Rio

por Redação
A
A

A possibilidade de o Rio de Janeiro receber a Fórmula 1 nos próximos anos parece cada vez mais distante. Após não conseguir viabilizar a construção de um novo autódromo e ver a competição assinar um acordo de cinco anos com São Paulo, o prefeito carioca Eduardo Paes (DEM) afirmou que não deverá prosseguir com obras em Deodoro.

“Não vai ter autódromo em Deodoro. Meu compromisso com os ambientalistas, com o Partido Verde, que me apoiou nas eleições, é de identificar uma nova área para esse autódromo, um novo local”, afirmou o prefeito à Rádio Bandeirantes, na terça-feira (5).

Apesar de manter a ideia da construção de um autódromo, o plano ainda é incipiente. Há a possibilidade de construção em Guaratiba, entre outras regiões do Rio de Janeiro. Por ora, sem qualquer definição.

publicidade

A prefeitura anterior do Rio de Janeiro, de Marcelo Crivella (Republicanos), insistiu na construção em Deodoro, mesmo após o veto do Estudo de Impacto Ambiental. A própria Rio Motorsports, empresa que está por trás da iniciativa, chegou a afirmar que manteria os planos de construção mesmo sem a Fórmula 1.

A transferência da corrida para o Rio de Janeiro foi uma bandeira de Crivella ao lado do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), que chegou a afirmar que o Rio de Janeiro tinha “99% de chance” de receber o evento.

publicidade
Maquete com o projeto do autódromo de Deodoro, no Rio de Janeiro, que não vai sair do papel
Divulgação / Rio Motorsports
Maquete com o projeto do autódromo de Deodoro, no Rio de Janeiro, que não vai sair do papel
publicidade