Motor

Bahrein e Qatar oferecem vacina para pilotos da F1 e do MotoGP

por Redação
A
A

Seguindo os passos do Bahrein, o Qatar ofereceu a vacina contra a Covid-19 aos pilotos e funcionário do MotoGP que viajam a Doha para testes e para a  primeira rodada da temporada 2021 na próxima semana.

A oferta foi feita devido à rápida produção e lançamento da vacina no Qatar, e vem depois que o Bahrein fez uma oferta semelhante à Fórmula 1, que foi posteriormente recusada.

As equipes do MotoGP permanecerão no Qatar, onde os testes de pré-temporada estão sendo realizados atualmente, até o início de abril, após a primeira corrida da temporada para reduzir o risco de transmissão da Covid-19.

Apesar da negativa da Fórmula 1, alguns pilotos já tomaram a primeira dose da vacina. O mexicano Sergio Pérez, da Red Bull, e o espanhol  Carlos Sainz Jr., da Ferrari, foram os primeiros pilotos da Fórmula 1 a confirmar nessa sexta-feira (12) que aceitaram a oferta do governo do Bahrein de vacinação contra covid-19. Outros integrantes das equipes dos pilotos aceitaram as doses contra o novo coronavírus nos últimos dias.

As equipes deixaram a escolha e a critério dos funcionários, mas, oficialmente, a F-1 rejeitou a oferta do governo do Bahrein, afirmando que não quer furar a fila e passar à frente de pessoas mais vulneráveis.

publicidade
Fórmula 1 negou a oferta de vacinas pelo Qatar.
Crédito: Reprodução
Fórmula 1 negou a oferta de vacinas pelo Qatar.
publicidade