Futebol

Uefa admite possibilidade de Real x Chelsea não acontecer

por Redação
A
A
Aleksander Ceferin
Crédito: Reprodução
Aleksander Ceferin
publicidade

Por mais que a Superliga possa ter chegado ao fim, a Uefa continua ameaçando os clubes que fizeram parte da liga dissidente. Em entrevista, o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, voltou a atacar os dirigentes envolvidos diretamente no projeto, especialmente Florentino Pérez, do Real Madrid, e Andrea Agnelli, da Juventus.

Questionado sobre possíveis punições aos 12 clubes que tiveram a iniciativa da liga, Ceferin garantiu que haverá consequências. Ao dar tal resposta, o presidente da Uefa foi perguntado especificamente sobre a semifinal da Champions, entre Real Madrid e Chelsea. O esloveno admitiu que há chance de o jogo não acontecer.

“O fato é que a temporada está em curso e que as emissoras de TV reclamariam se não jogássemos a semifinal. No entanto, há uma possibilidade relativamente pequena de que o jogo não se celebre na próxima semana. Porém, no futuro será diferente”, respondeu Ceferin, ao garantir que a entidade vai se resguardar nos próximos anos para evitar tal situação.

publicidade

Dos atuais quatro semifinalistas da Champions, apenas o PSG não se envolveu com o projeto da Superliga. Manchester City e Chelsea desistiram formalmente da competição. Presidente do Real Madrid, Florentino Pérez segue com o discurso favorável à ideia. O esloveno que comanda a Uefa não perdeu a chance de criticar a postura do espanhol.

“Ele (Florentino) quer um presidente que o obedeça, que o escute e faça o que ele pensa. E eu trato de fazer o que creio que é bom para o futebol europeu e mundial. Não quer um presidente como eu? Esse é um incentivo maior para eu ficar”, afirmou Ceferin.

publicidade