Futebol

Torcida invade campo e impede jogo do Manchester

por Redação
A
A
Torcedor do Manchester United mostra cartaz contra a família Glazer dentro do gramado de Old Trafford
Reuters
Torcedor do Manchester United mostra cartaz contra a família Glazer dentro do gramado de Old Trafford
publicidade

Os reflexos da fracassada tentativa de criação da Super League continuam sobre o futebol inglês. Na tarde de domingo (3), torcedores do Manchester United invadiram o gramado do estádio Old Trafford e realizaram um protesto antes de a bola rolar para a partida contra o Liverpool, pela Premier League.

O alvo da manifestação dos torcedores era a família Glazer, dona do Manchester desde 2005 e apontada como uma das principais mentoras do projeto de criação da liga. Na sexta-feira (30), um grupo de torcedores fez uma reunião virtual com membros da família e Ed Woodward, vice-presidente executivo que pediu demissão do clube por conta da crise da criação da Super League e deixará o cargo ao final desta temporada.

Sem ficarem satisfeitos com os argumentos dados pelos dirigentes, os torcedores decidiram ir ao estádio protestar contra os Glazer. Os protestos contra os donos dos principais times da Inglaterra têm ganhado cada vez mais corpo desde que a pressão da torcida e da opinião pública resultou na saída dos times britânicos da malfadada Super League.

Horas antes de o jogo contra o Liverpool começar, centenas de torcedores faziam protesto nos arredores do Old Trafford. Com isso, a polícia, a Premier League e os clubes decidiram esperar para deslocar as equipes para o estádio, já que tanto Manchester quanto Liverpool estavam entre os 12 fundadores da liga. Sem uma liberação, os torcedores invadiram o gramado e protestaram livremente pelo campo.

Em nota, o Manchester confirmou que a partida seria adiada, sem previsão para nova realização. O clube defendeu a liberdade de expressão dos torcedores, mas lamentou que, por conta disso, o jogo teve de ser adiado.

publicidade