Futebol

Siga o fio: o status atual sobre a criação da Superliga europeia

por Redação
A
A

Desde o domingo (18), uma turbulência tomou conta dos bastidores do futebol europeu. Após 12 clubes anunciarem a criação da Superliga, uma competição fechada a apenas algumas equipes, com investimento de fundos e valores jamais imaginados de receita. Criada para concorrer com a Champions League da Uefa, o maior torneio entre clubes do mundo, a Superliga gerou um efeito cascata de brigas nos bastidores. Mostramos aqui, em ordem cronológica, todos os acontecimentos.

Sexta-feira (22):


Uefa admite possibilidade de Real x Chelsea não acontecer

Quarta-feira (21):


Americano dono do Liverpool pede desculpa a torcedores

Em nota, Soriano afirma ter “esquecido” valores do City

Andrea Agnelli, presidente da Juventus e um dos principais nomes no comando da Superliga, admitiu que o projeto da nova liga não terá continuidade.

Atlético de Madrid também desiste da competição.

A Inter de Milão foi o primeiro time italiano a anunciar que está deixando o projeto. 

Terça-feira (20):

Superliga se pronuncia e afirma que clubes ingleses sofreram pressão para deixar competição.

Times ingleses anunciam em bloco saída da Superliga

Levantamento da agência Armatore mostra rejeição mundial no Twitter à criação da Superliga

Manchester City é primeiro clube a anunciar que vai desistir da Superliga

Jogadores do Liverpool se colocam contra criação da Superliga

Tribus anuncia fim de patrocínio ao Liverpool por causa da Superliga 

A Justiça de Madri proibiu a Uefa, Fifa e LaLiga de tomarem qualquer medida punitiva contra as equipes e jogadores que participarem da Superliga.

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, se posicionou contra a criação da Superliga e disse que os clubes participantes terão que "lidar com as consequências".

Primeira consequência econômica da Superliga é sentida pela Uefa, que perde acordo para a Champions League na Austrália.

De acordo com o Brand Finance, os doze clubes fundadores podem perder até € 2.5 bilhões em valor de marca.

Segunda-feira (19):

As três principais equipes da Alemanha, Bayern de Munique, Borussia Dortmund e RB Leipzig, afirmaram que continuarão na Champions League

Como forma de frear o ímpeto da Superliga, a Uefa negocia com fundos um investimento de € 6 bilhões

O banco JP Morgan confirmou que está por trás da criação da Superliga, garantindo um investimento de até US$ 6 bilhões na criação do torneio

Em meio ao embate público contra a Superliga, a Uefa anunciou novo formato da Champions League, com 36 equipes e cem jogos a mais

A LaLiga, da Espanha, considerou o projeto de uma Superliga “elitista e separatista”

A federação alemã e a Bundesliga se posicionaram contra a proposta dos clubes de criar o torneio

A Superliga notificou Uefa e Fifa dizendo que garantirá o direito de realizar seus torneios nem que seja preciso, para isso, acionar medidas judiciais

O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, afirmou que pode desfiliar imediatamente os clubes que aderirem à Superliga

Os clubes fundadores da Superliga que são listados em Bolsa de Valores viram suas ações dispararem na abertura dos pregões

Domingo (18):

Reportagem do The New York Times diz que clubes anunciarão Superliga, e Uefa chama o projeto de "cínico"

Clubes anunciam a criação da Superliga com 12 fundadores e dizem que farão torneio de € 10 bilhões

publicidade
Superliga europeia foi anunciada no domingo e abalou as estruturas do futebol mundial
Reprodução
Superliga europeia foi anunciada no domingo e abalou as estruturas do futebol mundial
publicidade