Futebol

Sevilla estuda comprar times para expansão internacional

por Redação
A
A

Seguindo os passos de outros times, o Sevilla FC abriu as portas para a compra de clubes internacionais em seu projeto de internacionalização. A equipe espanhola está planejando expandir negócios em mercados estratégicos como China, Japão, Índia, Estados Unidos e México.

Neste novo plano de desenvolvimento e inovação que a entidade tem em andamento, destaca-se o firme interesse em fazer a marca crescer em todo o mundo. No campo esportivo, o clube planeja colaborar mais intensamente com outros clubes "e até já pensamos em ter um clube em uma liga estrangeira", disse José María Cruz, diretor geral, em uma reunião com a mídia.

publicidade
Sevilla estuda comprar times para expansão internacional
publicidade

“Queremos ser mais internacionais através de diferentes canais", reconheceu Cruz, que está trabalhando com sua equipe para "decidir em que mercados precisamos ser mais conhecidos, gerar mais audiência e visibilidade e ser maiores economicamente". Neste plano, ele conta com a Summa Branding, responsável pela nova identidade, e com a Nielsen Sport para medir a saúde de sua marca.

Neste trabalho de fortalecimento, Sevilha anunciará nos próximos dias a assinatura de um acordo de colaboração na Índia. Sem entrar em detalhes, Cruz explicou que é um projeto, "econômico e esportivo que vai além de um clube de futebol".

Outras equipes de futebol já traçaram esse mesmo plano que o Sevilla começa a trabalhar. O City Football Grup, que controla o Manchester City, tem um total de dez agremiações pelo mundo. O clube inglês é a mais importante e o maior patrimônio da empresa.

publicidade
Sevilla estuda comprar times para expansão internacional
publicidade

Fazem parte também o New York City, dos Estados Unidos, o Melbourne City, da Austrália, o Montevideo City Torque, do Uruguai, o Lommel, da Bélgica, o Girona, da Espanha, o Mumbai City, da Índia, o Yokohama Marinos, do Japão, o Sichuan Jiuniu, da China, e o Espérance Sportive Troyes Aube Champagne, da França. Vale lembrar que todos ou quase todos têm uma equipe feminina, e o Girona tem um B.

Já a Red Bull detém atualmente quatro clubes de futebol: o Red Bull Salzburg, na Áustria, e o Red Bull Leipzig, na Alemanha, além dos New York Red Bulls e o Red Bull Brasil, o nosso Red Bull Bragantino.

publicidade
Sevilla estuda comprar times para expansão internacional
publicidade