Futebol

Presidente do Real Madrid não desiste da Superliga: ‘Nunca vi tanta agressividade’

por Redação
A
A
Presidente do Real Madrid não desiste da Superliga: ‘Nunca vi tanta agressividade’
publicidade

Um dos principais nomes por trás da Superliga, Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, ainda não jogou a toalha. Em entrevista à rádio “Cadena SER” um dia após a suspensão do torneio, o dirigente disse que se surpreendeu com a reação negativa ao anúncio da liga.

“Estou um pouco triste e decepcionado porque levamos três anos trabalhando neste projeto. É o que podemos fazer para combater a situação econômica do futebol espanhol. LaLiga é intocável, faz parte da história. E o formato da Champions League está obsoleto, antigo, e só interessa nas quartas de final. Antes, não tem interesse”, disse o dirigente.

Assim como fez em sua entrevista ao “Chiringuito” na última segunda, Florentino reiterou a estimativa de ganhos financeiros com a Superliga. O presidente do Real Madrid afirmou que se surpreendeu com a reação negativa ao anúncio da competição e chegou a insinuar que tenha sido algum movimento pensado.

“Nunca vi tanta agressividade, foi algo orquestrado. Surpreendeu a todos nós. Quando demos a notícia, pedimos para falar com o presidente da Uefa e da Fifa. Nem nos responderam. Em 20 anos, não vi essa agressividade em minha vida. Ameaças, insultos, como se tivéssemos matado futebol", desabafou.

Florentino Pérez ainda disse que Juventus e Milan seguem no projeto, comentou a debandada dos clubes ingleses e garantiu que não teme punições da Uefa e Fifa.

publicidade