Futebol

Presidente da Juventus admite que Superliga não acontecerá

por Redação
A
A
Presidente da Juventus admite que Superliga não acontecerá
publicidade

Andrea Agnelli, presidente da Juventus e um dos principais nomes no comando da Superliga, admitiu que o projeto da nova liga não terá continuidade. Na noite de terça-feira (20),  os seis times ingleses saíram em bloco da competição.

"Para ser franco e honesto, não me parece [que seja possível continuar]. Evidentemente, esse não é o caso", atirou, quando questionado pela agência Reuters.


"Continuo convencido da beleza desse projeto, do valor que ele teria desenvolvido para a pirâmide, da criação da melhor competição do mundo, mas evidentemente não. Eu não acho que esse projeto ainda esteja em andamento".


As declarações do líder da Juve e braço-direito de Florentino Pérez no lançamento da Superliga surgem após a desistência de Liverpool, Manchester City, Manchester United, Chelsea, Tottenham e Arsenal dos planos de criação da nova competição.

Esta quarta-feira, o jornal italiano La Repubblica publicou uma entrevista feita a Agnelli antes dos desenvolvimentos acima referidos, em que o dirigente se mostrava "100 por cento confiante" no sucesso do projeto da Superliga, apontando para um "pacto de sangue" entre os 12 emblemas envolvidos.

O Inter também já admitiu deixar o grupo de fundadores, sendo que o Milan também é apontado à saída.

publicidade