Futebol

Pague Menos fecha com CBF e terá seleção brasileira

por Redação
A
A

A rede de farmácias Pague Menos é a nova patrocinadora da CBF. Com o acordo de quatro anos assinado com a entidade, a empresa passa a ser a mais nova parceira da seleção brasileira. Com o contrato, a companhia estará no ciclo que abrange a Copa do Mundo de 2022, no Qatar, além da Copa América do Equador, em 2024, e dos Jogos Olímpicos de Paris.

Com o patrocínio, a Pague Menos garante exposição em entrevistas de jogadores da seleção e em placas de campo no centro de treinamento. A empresa também pode fazer ativações com a marca do time e com a mascote oficial da entidade, o Canarinho.

O acordo com a CBF abrange o time masculino e feminino, além das equipes de base. Na apresentação do aporte, na sede da entidade no Rio de Janeiro, o técnico da seleção dos homens, Tite, esteve presente.

publicidade
Presidente da CBF, Rogério Caboclo, e CEO da Pague Menos, Mário Queirós, assinam contrato de patrocínio à seleção brasileira no Rio de Janeiro (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Presidente da CBF, Rogério Caboclo, e CEO da Pague Menos, Mário Queirós, assinam contrato de patrocínio à seleção brasileira no Rio de Janeiro (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
publicidade

“Temos como missão encantar pessoas, promovendo a saúde por meio de atitudes inovadoras e cidadãs. Para comemorar 40 anos de Pague Menos, vamos seguir com nossa missão de encantar o brasileiro, desta vez patrocinando uma de suas maiores paixões, a Seleção Brasileira”, comentou o CEO da companhia, Mário Queirós, ao site da CBF.

O aporte à seleção brasileira é uma extensão dos planos da Pague Menos com o esporte. Em outubro deste ano, a companhia anunciou o patrocínio à dupla Ceará e Fortaleza, em um acordo até o fim da temporada de 2020. Na época, a justificativa foi a mesma, de associar a marca à saúde e bem-estar.

publicidade