Futebol

MLS toma controle do processo de venda do Real Salt Lake

por Redação
A
A

A MLS decidiu tomar as rédeas do processo de venda da empresa Utah Soccer Holdings (USH), dona do Real Salt Lake, segundo o Salt Lake Tribune.

A liga havia dado até 8 de janeiro para o dono da USH, Dell Loy Hansen, para encontrar um comprador para a holding, que possui em seu portfólio o Real Salt Lake, Real Monarchs, o Rio Tinto Stadium, e o complexo de treinamento Herriman.

publicidade

Enquanto a franquia da equipe feminina Utah Royals foi vendida a novos proprietários em Kansas City no mês passado, quem comprar USH terá, segundo o Sports Business Journal (SBJ), a oportunidade de restabelecer os Royals em 2023, com os direitos de usar as mesmas marcas de equipe e propriedade intelectual.

Hansen anunciou no final de agosto passado que havia decidido vender todas as equipes e suas instalações após alegações de comportamento racista terem surgido, mas ele tem lutado para encontrar um comprador.

publicidade
A holding dona do Real Salt Lake foi colocado à venda após alegações de comportamento racista do dono.
Crédito: Reprodução / Redes Sociais
A holding dona do Real Salt Lake foi colocado à venda após alegações de comportamento racista do dono.
publicidade

De acordo com o SLT, Hansen se encontrou com vários compradores potenciais, com dois deles fazendo visitas às instalações do futebol. Um deles foi Ryan Smith, o bilionário novo proprietário do Utah Jazz.

Na lista mais recente da Forbes de avaliações de franquias da MLS, o Real Salt Lake foi avaliado em US$235 milhões, mas isso foi em novembro de 2019 e não inclui estádios ou imóveis.

publicidade

Por audiência, Athletico terá Twitch e Porta dos Fundos contra Flamengo