Futebol

JP Morgan afirma que “julgou mal” impacto da Superliga

por Redação
A
A
JP Morgan afirma que “julgou mal” impacto da Superliga
publicidade

O banco americano JP Morgan, que seria o responsável por financiar a Superliga, admitiu que “julgou mal” o impacto do projeto. Em um comunicado enviado à EFE, a instituição, que faria um aporte de € 4 bilhões, disse que irá “aprender”  com a  experiência.

"Claramente julgamos mal como este acordo seria visto no conjunto da comunidade futebolística e o que impacto disto no futuro. Vamos aprender com isto", revelou o JP Morgan.

O incentivo à criação da Superliga, além de irritar os amantes do futebol, também afetou os investidores: desde o fim de semana passado, as ações do banco caíram mais de 5% (de 85 dólares para 80 dólares).

publicidade