Futebol

FA negocia com a Uefa para mudar final da Champions para a Inglaterra

por Redação
A
A
FA negocia com a Uefa para mudar final da Champions para a Inglaterra
publicidade

A final da Champions League poderá ser disputada no Reino Unido. Devido à evolução do coronavírus na Turquia, o país onde a final da Champions League está marcada para 29 de maio, a Associação Britânica de Futebol (FA) iniciou negociações com a Uefa para a partida a ser realizada no Estádio de Wembley.

Segundo o ministro britânico dos transportes Grant Shapps, o governo colocou o país otomano em sua "lista vermelha" de países devido à incidência de casos de Covid-19, o que significa que as viagens para lá só são permitidas em circunstâncias excepcionais.

"Estamos abertos para receber a final, mas a decisão é da Uefa", disse Shapps antes de também lembrar que no Reino Unido já está permitindo o acesso aos torcedores em alguns campos de futebol, como já aconteceu na final da FA Cup em Wembley, o estádio onde eles sediariam a final da Liga dos Campeões.

A final do torneio de clubes mais importante da Europa contará com a presença de dois clubes britânicos, Manchester City e Chelsea. Por enquanto, a Uefa não oficializou que a partida será disputada com torcedores nas arquibancadas, ao contrário do que aconteceu com a competição menor, a Uefa Europa League, onde um total de 9.500 espectadores comparecerão.

publicidade