Futebol

Cruzeiro mira R$ 6 milhões com criptomoeda de atletas da base

por Redação
A
A

O Cruzeiro fechou uma parceria com a plataforma de tokenização de ativos Liqi para gerar uma receita extra ao clube a partir da oferta de criptomoedas para o torcedor que serão trocadas pelo dinheiro recebido com o mecanismo de solidariedade da Fifa. A expectativa, segundo a startup, é conseguir levantar R$ 6 milhões em um mês para o Cruzeiro com a medida.

No próximo mês de junho, a criptomoeda deve ser lançada. O token do Cruzeiro ofertado pela Liqi terá um valor inicial de R$ 25 reais e a venda dividida em quatro lotes. A ideia é que quem comprar a moeda seja recompensado a partir do dinheiro que o Cruzeiro receber do mecanismo de solidariedade da Fifa.

O mecanismo da entidade remunera o clube formador do atleta com uma porcentagem da venda subsequente do jogador. A ideia é que aquele que comprar o token tenha direito sobre a verba que entrar da receita do mecanismo de solidariedade do Cruzeiro.

"Hoje, não existem instrumentos para que um investidor pequeno possa ter acesso a esse tipo de ativo em clubes de futebol. E é super importante para nós vermos que, através da Liqi e da tokenização, estamos levando para o mercado um ativo muito relevante de um dos maiores clubes do Brasil. Pensamos em uma maneira de incluir novos investidores ao mercado de futebol, um segmento amplo e que pode gerar muitas oportunidades", afirma Daniel Coquieri, fundador e CEO da Liqi.

publicidade
Liqi vai montar criptomoeda do Cruzeiro para investimento em atletas de base
Divulgação
Liqi vai montar criptomoeda do Cruzeiro para investimento em atletas de base
publicidade

Para determinar o potencial de negócios do modelo, foram analisados os perfis de mais de 380 jogadores do Cruzeiro para determinar a expectativa de receita futura por meio do mecanismo. 

"Sempre tivemos tradição em revelar grandes jogadores. São atletas que hoje brilham em outras equipes em várias partes do mundo e que nos garantem um retorno financeiro quando são revendidos a outros clubes, graças ao mecanismo de solidariedade. E é essa ferramenta que vamos trabalhar com a Liqi, garantindo novas oportunidades de rentabilidade ao Cruzeiro, dando a oportunidade também para que o torcedor possa investir em um ativo que poderá lhe dar um retorno ainda maior no futuro", diz Sérgio Santos Rodrigues, presidente do Cruzeiro.

A remuneração dos investidores poderá sair tanto pela espera do retorno financeiro do projeto, que tem duração total de seis anos, quanto pela negociação dos tokens no mercado paralelo. 

"Os investidores do token poderão ter retorno financeiro de duas maneiras: durante todo o projeto, que terá duração de 6 anos consecutivos, a remuneração poderá ser baseada nas transações que acontecerem dos atletas, ou então no mercado secundário, pela valorização do ativo, disponível para negociação na BitPreço, marketplace que conecta corretoras de criptomoedas e parceira da Liqi", completa Coquieri.

publicidade