Futebol

Clubes tiram Disney da transmissão do futebol na Argentina

por Redação
A
A

O que era para ser um simples sorteio da fase de grupos da Liga Profesional de Fútbol, da Argentina, se transformou numa reviravolta sobre os direitos de transmissões no país. Os dirigentes da AFA e da liga resolveram romper o acordo de transmissão com o Grupo Disney alegando "violações graves" de contrato ao não informar de maneira oficial aos dirigentes de futebol sobre a fusão entre ESPN e Fox Sports, ocorrida em março no território argentino.

publicidade
Clubes tiram Disney da transmissão do futebol na Argentina
publicidade

A decisão é o segundo duro golpe à Disney no país. No último dia 8, o órgão regulador da economia do governo argentino proibiu a fusão entre ESPN e Fox, alegando que haveria uma grande concentração de eventos esportivos nas empresas.

O rompimento do acordo por parte dos clubes beneficia diretamente a Turner, dona dos outros 50% dos direitos de transmissão da liga argentina, e o governo, que estuda voltar a transmitir alguns jogos em TV aberta no país, algo que havia sido a regra na Argentina entre 2009 e 2016, no programa Futebol para Todos.

publicidade

Atualmente, os clubes argentinos recebem cerca de R$ 500 milhões de Turner e Disney pelos direitos de TV no país. A expectativa é de que o grupo americano e o governo paguem um pouco mais pela soma dos pacotes. Por contrato, os clubes vão primeiro negociar com a Turner a compra dos 50% dos jogos restantes.

Além de ganhar mais da TV, os clubes esperam reduzir o poder de Boca Juniors e River Plate. Os dois clubes, que ficam com a maior parte da verba, não participaram da reunião que definiu a mudança dos donos dos direitos. Em nota conjunta, os dois times reclamaram de terem sido tirados do processo, apesar de confirmarem que a AFA e a Liga têm poder legal para tomar a decisão de romper com a Disney.

publicidade