Futebol

Centrum usa Botafogo para atrair novo público

por Erich Beting
A
A

No último dia 1°, o Botafogo anunciou com um evento no Estádio Nilton Santos a Centrum como nova patrocinadora do clube. A marca de multivitamínicos da farmacêutica GSK estará estampada na barra da camisa do alvinegro e, ainda, fará diversas ações dentro do estádio antes mesmo da volta do torcedor para tornar o local um modelo de prevenção ao contágio do Covid-19.


O acerto com o time tem por trás toda uma estratégia de reposicionamento da marca de Centrum desde que a GSK fundiu as operações com a Pfizer, há um ano. A ideia da farmacêutica é fazer com que o hábito de consumo do polivitamínico se torne mais popular no Brasil como é em outros países, com os Estados Unidos.

publicidade

"O Botafogo é a nossa visibilidade de marca. A história que a gente quer contar é maior do que apenas o patrocínio", disse em entrevista à Máquina do Esporte Rafael Jones, head de mídia, digital e agências da GSK Consumer Healthcare Brasil.


De acordo com o executivo, atualmente o segmento de multivitamínicos tem uma penetração de apenas 7% da população, o que representa grande oportunidade. A ideia da GSK é ter o Botafogo como âncora de todo um reposicionamento, que passa pela educação das pessoas sobre o uso do complemento vitamínico. Além do patrocínio ao clube, campanhas de mídia e influenciadores digitais serão usados.

publicidade

"Por causa da pandemia, a questão da imunidade ficou muito em evidência. Foi algo que acabou sendo positivo para a marca, porque as pessoas ficaram conscientes de ter a necessidade de ter uma imunidade mais forte", afirmou Jones.


Além do patrocínio à equipe masculina, a Centrum estará no uniforme do time feminino, que disputa uma vaga para a Série A-1 do Campeonato Brasileiro.

"Se a gente ficasse preso aos influenciadores de futebol, tenderia a falar muito com homens. O futebol feminino também vai nos ajudar a ampliar a conversa com o público", diz Jones.



A empresa foi quem escolheu o Botafogo. Primeiro, por causa do posicionamento do clube contra o retorno dos jogos sem um protocolo rígido de segurança, ainda em maio deste ano, quando o Campeonato Carioca voltou à disputa. O Botafogo chegou a boicotar o campeonato, fazer protesto com os jogadores em campo e, assim, chamou a atenção da GSK para iniciar uma conversa sobre o patrocínio. Outro ponto que foi crucial para a iniciativa foi o estádio, que receberá várias ações, especialmente quando o público puder retornar para assistir aos jogos presencialmente.

publicidade

"Vamos fazer uma série de ações de conscientização, de combate à transmissão do coronavírus no Nilton Santos. É um conceito inovador, que ninguém trabalhou antes disso. Sem dúvida vamos contar essa história e se aproximar desse consumidor. Tudo isso tendo a visibilidade da marca na camisa", completou Jones, que usou a agência de marketing Owly para se aproximar do clube e realizar o patrocínio.

publicidade

Patrocínio envolve também time feminino

A entrada da Centrum no Botafogo envolve também um projeto específico para o futebol feminino do clube. A marca do multivitamínico estará na camisa da equipe que joga a Série A-2 do Brasileirão.

"Se a gente ficasse preso aos influenciadores de futebol, tenderia a falar muito com homens. O futebol feminino também vai nos ajudar a ampliar a conversa com o público", diz Rafal Jones, head de mídia, digital e agências da GSK Consumer Healthcare Brasil.

publicidade