Futebol

Amstel cria filme para celebrar Libertadores

por Redação
A
A

A chegada das oitavas de final da Copa Libertadores costuma marcar as ativações mais específicas dos patrocinadores da competição. No próximo dia 24, quando começa a fase de mata-mata do torneio, porém, a pandemia do coronavírus abrandou o apetite das marcas.

Prova disso é que, já no mês de outubro, a Amstel decidiu usar uma campanha de mídia para reaproximar-se do torcedor. A marca de cerveja do grupo Heineken lançou uma campanha para celebrar o retorno do campeonato. A peça foi ao ar na TV paga e nos canais digitais, com um detalhe: não apenas no Brasil, mas na Argentina, no Paraguai e no Equador.

publicidade
Amstel cria filme para celebrar Libertadores
publicidade

“A paixão do torcedor e o amor que ele tem pelo seu time é o foco da nossa campanha. Esse sentimento não tem fronteiras. Cada um pode ter reinventado a sua maneira de torcer fora do estádio, mas essa paixão é igualmente grande para todos aqueles que acompanham a Libertadores. Nesse ano desafiador que estamos enfrentando, entendemos que uma comunicação única para todos os países está sendo avaliada”, afirmou à Máquina do Esporte Renan Ciccone, diretor de marketing da Amstel no Brasil.

De acordo com o executivo, a marca está “prevendo ativações a partir das oitavas de final”, mas os detalhes ainda estão sendo definidos. Durante a pandemia, algumas lives com influenciadores digitais no Instagram mantiveram acesa a conversa com o torcedor.

“Ficamos mais ágeis e nos adaptamos ao novo cenário para trazer a emoção do campeonato para mais perto do torcedor”, disse o executivo.

publicidade

Além do distanciamento do público dos estádios, outro desafio específico que a Amstel enfrentou, no Brasil, foi a mudança do dono dos direitos de transmissão do torneio no país. O Grupo Globo rescindiu o contrato com a Conmebol, que acabou assumindo parte da transmissão em TV paga e vendendo para o SBT os direitos de mostrar jogos na TV aberta.

“Essa mudança não alterou nosso planejamento da marca com relação a mídia e ativação. Entendemos que essa é uma decisão que não cabe aos patrocinadores e procuramos sempre nos adaptar e trazer uma experiência ainda mais emocionante para o torcedor”, finalizou Ciccone.

publicidade