Basquete

China boicota Philadelphia na NBA após contratação de CEO

por Redação
A
A

Virou pessoal! A gigante digital chinesa Tencent, que transmite a NBA por streaming no país asiático, decidiu que não fará mais transmissões ao vivo de jogos do Philadelphia 76ers. A decisão foi tomada após a nomeação de Daryl Morey como presidente da franquia.

Morey era o antigo CEO do Houston Rockets que, em 2019, criou uma briga diplomática da NBA com a China após usar sua conta pessoal no Twitter para defender manifestantes pró-democracia de Hong Kong.

publicidade

Desde então, patrocinadores chineses deixaram o Rockets, que era o time mais popular da NBA na China, e a estatal chinesa CCTV parou de transmitir a liga americana de basquete na TV. O boicote chinês à NBA durou até as Finais de 2020, disputadas em outubro passado. Pressionada por torcedores, a CCTV decidiu mostrar as partidas decisivas, mas ainda não retomou as transmissões na atual temporada, que teve início em dezembro.

A queda de braço entre chineses e Morey ocasionou a perda de milhões de dólares tanto da NBA quanto do Houston Rockets, que ao final desta temporada decidiu não renovar o contrato de Morey após 14 anos. Menos de um mês depois de sua saída da equipe, o executivo foi contratado pelo Philadelphia 76ers, que agora sofre com o boicote dos chineses. Em entrevista à ESPN, Morey disse que temia que seu tweet pudesse ter encerrado sua carreira na NBA, mas que não se arrependia de ter emitido sua opinião.

De acordo com o comissário da NBA, Adam Silver, a reação contra o tweet de Morey custou à organização várias centenas de milhões de dólares. Mesmo assim, a liga deu total suporte à manifestação feita pelo executivo, afirmando que não poderia reprimi-lo por expressar sua opinião.

publicidade
O novo presidente do 76ers criou uma briga diplomática da NBA com a China após usar sua conta pessoal no Twitter para defender manifestantes pró-democracia de Hong Kong.
Crédito: Reprodução / Rede sociais
O novo presidente do 76ers criou uma briga diplomática da NBA com a China após usar sua conta pessoal no Twitter para defender manifestantes pró-democracia de Hong Kong.
publicidade

Vans terá Ariadne Souza na equipe de skate amador