arquivo

WTA divulga novo calendário e voltará em 3 de agosto na Itália

por Redação - São Paulo (SP)
A
A

A Associação de Tênis Feminino (WTA) divulgou, nesta quarta-feira (17), o calendário reorganizado do tênis feminino, que estava suspenso previamente até o dia 31 de julho. De acordo com o documento publicado pela entidade, o retorno está marcado para 3 de agosto, com o Palermo Ladies Open, o WTA de Palermo, na Itália.

publicidade
publicidade
publicidade

Na lista, que contempla 20 torneios ao todo até a última semana de novembro, ainda estão incluídos dois Grand Slams (US Open e Roland Garros), os WTAs de Cincinnati (que será disputado em Flushing Meadows, em Nova York, mesmo local do US Open), Madri e Roma, dois campeonatos que ainda terão suas sedes definidas e ainda uma série de torneios na Ásia, em especial na China, inclusive o WTA Finals, marcado para 9 de novembro, na cidade de Shenzhen.

publicidade
publicidade

Outro torneio que chama atenção é o WTA de Wuhan, previsto para 19 de outubro. A cidade foi o "berço" do Covid-19, causador da pandemia que paralisou praticamente todo o esporte mundial em meados de março.

publicidade
publicidade
publicidade

Por último, um detalhe é que o WTA Finals não encerrará a temporada como normalmente ocorre. Após a disputa do torneio, o calendário ainda mostra um torneio em sede a ser definida e outro que terá início em 23 de novembro em Guangzhou, na China.

publicidade
publicidade

Foto: Divulgação / WTA

publicidade
publicidade

"Tendo avaliado a perspectiva global de viagens na segunda metade do ano, trabalhando com nossos especialistas médicos no fornecimento do ambiente mais seguro possível e trabalhando com os diversos desafios operacionais para a realização de eventos com segurança no contexto do Covid-19, a WTA tem o prazer de lançar um calendário para o restante da temporada 2020. Por enquanto, a energia vital dos espectadores nos estádios não será possível, mas nossos parceiros de transmissão e mídia social estão explorando novas maneiras de se envolver com nossos fãs fantásticos", declarou Steve Simon, presidente e CEO da WTA.

publicidade
publicidade

De acordo com a entidade, o calendário está condicionado a vários fatores-chave, incluindo a capacidade de retomar as partidas com segurança e com foco na saúde de todos os envolvidos, sempre de acordo com a orientação de médicos especialistas, aprovação governamental em relação aos eventos esportivos e ainda contando com o relaxamento das políticas de viagens aéreas nos países por onde o circuito irá passar. 

publicidade
publicidade

Lenovo renova patrocínio do Prêmio eSports Brasil 2020