Cinco dias após o anúncio da Visa de que estenderá o patrocínio global de atletas olímpicos e paralímpicos até 2021, a Toyota divulgou que seguirá o mesmo caminho. A decisão foi tomada depois da decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) de adiar os Jogos Olímpicos de Tóquio para o ano que vem por conta da pandemia do coronavírus. As informações são do Sports Business Journal (SBJ).

Atualmente, a montadora japonesa, que também é parceira oficial do COI, possui cerca de 243 atletas de 43 países em seu portfólio de patrocinados, batizado de "Global Team Toyota Athletes". Entre os nomes mais conhecidos estão a britânica Laura Kenny (ciclismo), a colombiana Mariana Pajón (ciclismo), a espanhola Carolina Marín (badminton), a canadense Melissa Bishop (atletismo), o americano David Boudia (saltos ornamentais) e o russo Dmitriy Muserskiy (vôlei), além dos brasileiros Ricardo Alves (futebol de 5 paralímpico) e Leticia Bufoni (skate).

Foto: Divulgação / Toyota

Fora das quadras, ginásios, piscinas e campos, a Toyota pretende usar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos para promover seus mais recentes avanços tecnológicos, o que inclui o Mirai, primeiro carro de célula de combustível produzido em massa, e o Sora, um ônibus de célula de combustível. Veículos movidos a bateria da marca estarão presentes na Vila dos Atletas nas duas competições. Além disso, uma frota de 3 mil carros oficiais estará à disposição de todos os envolvidos nos Jogos.

LEIA MAIS: Patrocinadora oficial, Toyota promete carros elétricos em Tóquio 2020 

Vale lembrar que a montadora japonesa assinou um contrato de US$ 835 milhões com o COI em 2015, que é válido até o final dos Jogos de Paris, em 2024. Desde a assinatura, a empresa fortaleceu seu compromisso com o esporte por meio de uma série de outras parcerias, como a Associação Olímpica Britânica (BOA) e a Associação Paralímpica Britânica (BPA), além do Comitê Paralímpico da Irlanda e a USA Hockey, entidade que cuida do hóquei no gelo nos Estados Unidos.


Notícia Toyota Jogos Olímpicos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 patrocínio extensão gestão estratégia mercado Visa