Quem acompanha Fórmula 1 sabe que a marca de bebidas energéticas Red Bull possui duas equipes na categoria, uma batizada com o próprio nome da empresa e outra que leva o nome de Toro Rosso. Agora, de olho na visibilidade que a F1 dá a todas as empresas que se envolvem com ela, a marca decidiu mudar a nomenclatura da sua segunda escuderia.

A ideia da Red Bull é trocar o nome Toro Rosso por AlphaTauri, uma marca de moda que também pertence à companhia austríaca. O objetivo da mudança é dar mais visibilidade a outra faceta da empresa, que é muito conhecida no mercado de energéticos, mas nem tanto no ramo da moda.

Foto: Reprodução / Twitter (@ToroRosso)

Qualquer mudança de nome na categoria deve ser aprovada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA), pelo Conselho Mundial de Automobilismo e pela Liberty Media, atual detentora da Fórmula 1. No último final de semana, durante a disputa do Grande Prêmio da Rússia, o consultor de automobilismo da Red Bull, Helmut Marko, chegou a afirmar ao site Speedweek.com que a mudança já foi aprovada e que passa pelos últimos detalhes.

Vale lembrar que a Toro Rosso era, até 2005, a Minardi, equipe tradicional na F1 por muitos anos. Desde a compra da escuderia por parte da Red Bull, o ponto alto foi uma vitória de Sebastian Vettel no GP da Itália de 2008, antes do alemão ganhar uma vaga na equipe principal e conquistar quatro títulos mundiais entre 2010 e 2013.

De acordo com a imprensa europeia, inicialmente a mudança seria para o início da temporada 2020. No entanto, se já foi realmente autorizada, pode ser que aconteça ainda nas últimas provas deste ano.


Notícia Fórmula 1 F1 Toro Rosso AlphaTauri Red Bull escuderia mudança nome marca mercado automobilismo moda marketing visibilidade