Cheryshev, durante jogo contra o Cádiz, pela Copa do Rei

Dois torcedores do Real Madrid entraram na Justiça da Espanha contra o presidente do clube, Florentino Pérez, pedindo uma indenização de € 500 (R$ 2.082) por danos morais. Eles reclamam da eliminação precoce do clube da Copa do Rei da Espanha por causa da escalação irregular do jogador Cheryshev.

A equipe acabou punida por ter utilizado o atleta no jogo contra o Cádiz. Cheryshev, porém, estava suspenso por três cartões amarelos e jamais poderia ter entrado em campo. Não só jogou, como marcou um dos gols na vitória por 3 a 1.

O processo foi iniciado pelo advogado Felipe Izquierdo, que representa os torcedores Raúl Giménez Guillem e Susana Castaño Caba. Os dois argumentam que sofreram danos morais e econômicos por causa do erro do clube madrilense.

“É doloroso suportar as gozações no trabalho e nos cafés por parte dos conhecidos”, alegam os torcedores, que argumentam que isso provocou “angústica e impotência” neles.

Além disso, um dos torcedores contou que “no colégio, minhas filhas sofreram muito bullying por causa deste episódio”.


Notícia Real Madrid Copa do Rei Torcida Processo Bullying