A sétima edição do Rio Open teve início nesta segunda-feira (17). Dentro de quadra, a grande atração é o austríaco Dominic Thiem, atual vice-campeão do Australian Open e número 4 do mundo. Já fora do saibro, há diversas opções gastronômicas e inúmeras ativações preparadas pelos patrocinadores do evento, que decidiram focar na tecnologia para atrair o público em 2020.

Entre as principais marcas que apoiam o evento, a aposta fica ainda mais clara. Dona dos naming rights pelo sétimo ano consecutivo, a Claro montou um estande de 150 m2 que possui a tecnologia como carro-chefe. No espaço, o público encontra uma experiência imersiva em 5G, com óculos e realidade mista, e um espaço Claro Gaming, onde os visitantes podem conhecer os benefícios da plataforma recém-lançada pela operadora.

Foto: Wagner Giannella

Logo ao lado do estande da Claro fica o do Santander que, pelo segundo ano consecutivo, patrocina o Rio Open. O banco, que fica abaixo apenas da operadora na lista de apoiadores do evento, também optou por levar ao público suas principais novidades no quesito tecnologia.

Durante o torneio, correntistas e não correntistas que tenham um cartão de crédito do Santander podem adquirir uma pulseira de pagamento por aproximação com 40% de desconto. Já os interessados em adquirir um cartão do Santander têm à disposição a opção com tecnologia contactless ou NFC (Near Field Communication), recém-lançada pelo banco, que também permite o pagamento por aproximação. Vale lembrar que a edição deste ano do Rio Open é "cashless", ou seja, sem a circulação física de dinheiro.

Foto: Wagner Giannella

A Peugeot, por sua vez, quer ganhar o público pela audição. A montadora francesa está aproveitando o torneio para divulgar seu novo SUV, o Peugeot 2008 Turbo THP Inconcert by JBL, com uma parceria com a marca americana de caixas de som e fones de ouvido JBL. Quem passa pelo estande, coloca os fones e "ouve a experiência" de dirigir o carro. A Peugeot ainda criou um concurso cultural que dará oito fones de ouvido JBL e ainda uma caixa de som JBL Xtreme 2 no dia da final.

Foto: Wagner Giannella

Já a Motorola, que estreia como patrocinadora do evento, está usando o Rio Open como plataforma para dar visibilidade ao primeiro celular da marca com tela dobrável, o Motorola Razr, que iniciou a pré-venda no Brasil há pouco mais de dez dias.

Foto: Divulgação / Motorola

A tecnologia domina ainda o estande da Shell. No espaço da multinacional petrolífera, os visitantes têm uma experiência de realidade virtual em que sobrevoam pontos turísticos do Rio de Janeiro como se estivessem de carona em um drone. A "viagem" passa por lugares como o Copacabana Palace, a Marina da Glória, o Museu do Amanhã e o próprio Jockey Club, sede do Rio Open, todos locais que recebem algum evento patrocinado pela marca.

Foto: Wagner Giannella


Notícia Rio Open Claro Santander Peugeot Motorola Shell tecnologia tênis ações ativações estratégia público mercado marketing patrocínio