arquivo

Sucesso de marca própria obriga Ceará a pedir mais camisas

por Redação - São Paulo (SP)
A
A

Uma semana depois de lançar a marca própria e colocar seus novos uniformes à venda, o Ceará teve de pedir à fábrica que confecciona os modelos um lote extra de 10 mil camisas para ser colocado no mercado até o final de fevereiro.

publicidade
publicidade

Segundo o clube cearense, o lote inicial de 10 mil camisas já praticamente se esgotou em cinco dias de vendas, coincidindo com o período do Natal. Dessa forma, além da programação de mais 15 mil camisas que serão entregues até o final de janeiro pela fabricante, haverá um lote extra de 10 mil peças para serem entregues até o fim de fevereiro. O faturamento deve chegar a cerca de R$ 2 milhões apenas com o primeiro, o segundo e o lote extra de produtos vendidos.

publicidade
publicidade

Além de passar números da venda recorde, o Ceará confirmou que será produzido um modelo de camisa popular, repetindo estratégia feita com sucesso pelo rival Fortaleza neste ano. O clube não precisou, porém, quando o modelo irá ao mercado. Outra iniciativa anunciada pelo Ceará foi inspirada em ação feita pelo Bahia nesta temporada. O próximo desenho da camisa do time será feito pelos torcedores.

publicidade
publicidade
publicidade

"Uma vez lançada, a Vozão alcançou números recordes. Como é rotineiro na Nação Alvinegra, pôde se ver a torcida do Mais Querido dando um show de apoio ao clube, desta vez, se fazendo presente nas lojas do clube e comprando os novos uniformes do Mais Querido", disse o Ceará em nota.

publicidade
publicidade

No dia 20 de dezembro uma loja conceito da marca Vozão foi lançada dentro do shopping Iguatemi, em Fortaleza.

publicidade

Gabigol lança quadro para celebrar 'aniversário' da Libertadores