A Federação de Futebol da Islândia (KSI) anunciou, nesta terça-feira (26), um acordo com a Puma, que passará a fornecer os uniformes da seleção do país a partir de 1º de julho. A duração exata do contrato e os valores da negociação não foram divulgados.

A novidade encerra uma parceria com a marca italiana Errea que vinha desde 2001. Nesse período, o futebol islandês alcançou os maiores feitos de sua história, como a campanha surpreendente na Euro 2016, quando a seleção disputou o torneio pela primeira vez e não só se classificou para as oitavas de final como ainda derrotou a Inglaterra antes de cair para a França nas quartas de final. Depois, em 2018, também conseguiu a vaga inédita em uma Copa do Mundo, tornando-se o país menos populoso do mundo a disputar uma edição de Mundial.

Foto: Reprodução / Site (ksi.is)

"Quero começar aproveitando esta oportunidade e agradecer à Errea por uma parceria longa e bem-sucedida. KSI e Errea experimentaram muitas coisas ao longo dos anos. Agora, temos um novo capítulo na história do nosso uniforme e daremos o próximo passo em nossa viagem com a Puma. Estamos muito animados com nossa nova parceria, que é sem dúvida com uma das principais marcas esportivas do mundo atual, e estamos ansiosos para ver o primeiro traje da Islândia feito pela Puma, que será anunciado em meados de julho. Não devemos esquecer que apresentaremos nosso novo logotipo da equipe nacional no final de junho, para que o novo uniforme da Puma já venha com ele", afirmou Guðni Bergsson, presidente da KSI.

"A seleção da Islândia alcançou resultados notáveis ​​no futebol nos últimos anos. Apesar de ser uma nação pequena, os islandeses mostraram que é possível ir longe com talentos, atitude certa e priorizando o jogo coletivo ao invés do individual. Estou ansioso para trabalhar com a KSI e ansioso pelos projetos futuros", declarou Björn Gulden, CEO da Puma.

Com a seleção islandesa, a marca alemã aumenta seu portfólio de seleções europeias que ainda é composto por Áustria, Itália, República Tcheca, Sérvia e Suíça. Das seis, quatro já estão garantidas na disputa do torneio europeu que foi adiado de 2020 para 2021 por conta da pandemia do coronavírus (Áustria, Itália, República Tcheca e Suíça). A própria Islândia e a Sérvia disputarão a repescagem para tentar disputar a competição.


Notícia Islândia Puma Errea patrocínio técnico uniforme camisa marketing estratégia gestão mercado futebol Euro