Ronaldo não vai mais fazer comerciais da nova programação do SBT, mas compensará a emissora. A informação sobre o novo formato do acordo foi divulgada pela ?Folha de S.Paulo? nesta segunda-feira. O Grupo Sílvio Santos, que controla o SBT, fechou acordo de patrocínio ao Corinthians neste ano. A empresa assinou com o clube alvinegro até o fim de 2009 para expor sua marca nos ombros e nas barras das camisas alvinegras. O contrato entre Corinthians e Ronaldo prevê remuneração de 80% ao atleta de montantes arrecadados com patrocínios periféricos ao uniforme. Além disso, o camisa 9 foi uma das principais razões de o Grupo Sílvio Santos ter se interessado pelo clube. Inicialmente, a ideia era usar Ronaldo para divulgar a nova programação do SBT. Ele faria dois comerciais para a emissora, com analogias entre sua recuperação física e a intenção de o canal retomar a segunda posição no ranking de audiência ? o posto foi recentemente assumido pela Record. O problema é que Ronaldo temeu os efeitos de seu contrato com o SBT. O medo é que isso acarretasse em represálias da TV Globo, principal emissora do país e detentora dos direitos de transmissão das principais competições na região. Depois de ter decidido não fazer os comerciais para o SBT, Ronaldo foi cobrado publicamente pelo próprio Sílvio Santos. O proprietário e apresentador disse até que pagaria R$ 50 milhões para o jogador usar um boné com a marca da emissora. A compensação será feita em uma participação de Ronaldo no ?Programa Sílvio Santos?, dominical apresentado pelo proprietário da rede. Além disso, o jogador do Corinthians pode estrelar campanhas publicitárias de outras empresas do grupo, como o Banco Panamericano.


Notícia Atletas