A Red Bull anunciou, nesta quarta-feira (17), a ampliação de um acordo de patrocínio à MotoGP, principal categoria do motociclismo mundial. A parceria foi renovada com a Dorna Sports, detentora dos direitos comerciais da categoria.

Pelo contrato, a marca austríaca terá os naming rights dos Grandes Prêmios da Espanha, da Andaluzia (disputado na Espanha) e das Américas (disputado nos EUA). De acordo com o calendário remodelado da MotoGP divulgado na semana passada, as duas provas espanholas serão as responsáveis pela abertura da temporada, em 19 e 26 de julho, respectivamente, no mesmo circuito de Jerez de la Frontera. Já o GP das Américas ainda não tem uma data confirmada no calendário de 2020.

LEIA MAIS: MotoGP divulga novo calendário 2020 com "overdose espanhola"

Assinado até o final da temporada de 2024, o acordo ainda contempla o patrocínio do GP de San Marino, que será disputado em Misano, na Itália, assim como a manutenção do patrocínio à MotoGP Rookies Cup, programa de desenvolvimento de talentos da categoria, e à competição de e-Sports da MotoGP.

Circuito de Jerez de la Frontera, na Espanha, manterá os naming rights da Red Bull até 2024 (Foto: Reprodução)

"A Red Bull é uma verdadeira parceira da MotoGP. Quando nos aproximarmos do final deste novo contrato, serão quase 20 anos que trabalhamos juntos. Tudo começou em 2005, quando a Red Bull foi a patrocinadora principal do GP dos EUA em Laguna Seca", celebrou Pau Serracanta, diretor geral da Dorna Sports.

Vale ressaltar ainda que a ServusTV, que é parceira de transmissão da MotoGP na Alemanha e na Áustria, tem a Red Bull como proprietária. Além disso, o circuito que recebe a MotoGP na Áustria, assim como outras categorias do esporte a motor, como a Fórmula 1, é batizado de Red Bull Ring desde 2011, quando a multinacional de energéticos adquiriu e reformou todo o autódromo. Por último, a marca também é a principal patrocinadora de uma equipe da categoria, a Red Bull KTM Factory Racing.


Notícia MotoGP Red Bull patrocínio naming rights ampliação marketing motociclismo estratégia investimento mercado