A Copa Davis será chamada de Copa Davis by Rakuten em 2019 e 2020. A gigante japonesa do e-commerce assinou com a Kosmos Tennis, grupo de investimentos que organiza a competição, e ainda terá prioridade caso queira renovar o contrato por mais dois anos.

O acordo também faz da Rakuten a parceira global de inovação e entretenimento da Copa Davis. Pelo contrato, a empresa receberá grande visibilidade tanto nas eliminatórias quanto nas finais. Tanto em 2019 como em 2020, as finais serão disputadas em Madri.

De acordo com a imprensa europeia, a parceria não pode ser considerada uma surpresa, já que o fundador da Rakuten, Hiroshi Mikitani, faz parte da empresa de investimentos Kosmos, do zagueiro do Barcelona Gerard Piqué.

Foto: Reprodução / YouTube (Davis Cup Finals)

"Ao se tornar parceira global da Copa Davis, a Rakuten deu mais um importante passo em frente na missão de inspirar e capacitar pessoas em todo o mundo. Acreditamos firmemente no poder do esporte para unir pessoas e comunidades e inspirar otimismo e inovação", declarou Mikitani, que, além de fundador, atua como presidente e CEO da Rakuten.

"A Copa Davis sempre teve a ver com manter a tradição e, ao mesmo tempo, abraçar a inovação. A adoção de novas tecnologias para a Copa Davis nos permite entrar em novas parcerias, e esperamos trabalhar com a Rakuten para alcançar um público global de maneiras novas e diversificadas", afirmou David Haggerty, presidente da Federação Internacional de Tênis (ITF).

LEIA MAIS: Lexus, da Toyota, fecha, e Copa Davis ratifica "ressurreição"

LEIA MAIS: Copa Davis usará publicidade virtual para aumentar receitas

A Rakuten substitui o banco francês BNP Paribas, que encerrou um patrocínio de 17 anos à Copa Davis após a edição do ano passado. Com o acordo, a gigante japonesa coloca o tênis em um portfólio que já possui, entre outros patrocínios, o Barcelona, no futebol, e o Golden State Warriors, no basquete.


Notícia Rakuten Copa Davis tênis title sponsor patrocínio marketing mercado BNP Paribas