O sucesso do Campeonato Brasileiro com o público no ano de 2019 já se traduz em renovações dos acordos de publicidade estática, única propriedade comercial do torneio aberta para venda, para 2020.

A SportPromotion, agência responsável pela negociação das placas de publicidade estática da maioria dos clubes da Série A, confirmou que já tem acordo com oito empresas para as 14 vagas disponíveis para o ano de 2020. Essas renovações aconteceram já neste início do mês de dezembro, após o término do campeonato que teve um dos maiores engajamentos de público dos últimos anos.

Segundo levantamento do Kantar Ibope Media entregue com exclusividade para a Máquina do Esporte, o Brasileirão de 2019 foi o que teve melhor média de público nos estádios em 40 anos, um crescimento médio de audiência de quase 1 ponto na medição do Ibope e, ainda, mais de 11 milhões de interações nas redes sociais.

Foto: Reprodução

O aumento do interesse do público aconteceu exatamente no ano em que, pela primeira vez, os clubes se tornaram responsáveis por gerenciar a venda de placas de publicidade estática nos estádios. Em 2019, dos 20 times da Série A, apenas Athletico Paranaense e Palmeiras não fecharam com a SportPromotion, que se tornou responsável por negociar as cotas para 90% dos jogos da Série A nesta temporada.

"O ano de 2019 foi de implementação do nosso projeto. Tivemos uma entrega muito boa, com resultados excelentes. O ano que vem promete mais uma vez ser sensacional. Estamos antenados com esse novo movimento de engajamento, de ativação e procuraremos entregar mais do que a exposição a nossos parceiros", contou Waldemar Alves, CEO da SportPromotion, em conversa com a reportagem.

Em 2019, o Brasileirão teve um aumento médio de audiência de quase 500 mil pessoas por partida. Segundo dados do Ibope, cada jogo do torneio foi visto por cerca de 7,3 milhões de pessoas. Em 2018, a média foi de 6,9 milhões por partida. Além disso, o campeonato levou aos estádios 21.230 torcedores por jogo, a maior média do torneio desde 1983.

No campo virtual, o crescimento também foi recorde. Os 20 clubes da Série A somaram mais de 18 milhões de inscritos em seus canais digitais e geraram 11,2 milhões de conversas sobre o torneio nas redes sociais.

"O ano de 2019 será lembrado por ter tido recorde de público nos estádios, recordes de audiência na TV, recorde de patrocínios e recorde de comentários nas mídias sociais", completou José Colagrossi, diretor executivo do Ibope Repucom.


Notícia Brasileirão público audiência recorde mídia placas publicidade marketing patrocínio gestão estratégia mercado