Neste domingo (6), o programa Esporte Espetacular, da Globo, passará a exibir a segunda temporada do "Ippon - A Luta pela vida". O que começou como uma ação de branded content para ativar o patrocínio do Bradesco ao judô, agora vai virar um projeto que envolve o esporte profissional.

A grande atração desta segunda temporada será a conquista de uma vaga para a disputa do Grand Slam de Paris em 2020. Por isso, o formato do programa vai mudar. A escolha dos participantes do reality foi feita com base no ranking da Confederação Brasileira de Judô (CBJ). Os quatro atletas mais bem posicionados na categoria meio-médio sub-21, tanto no masculino quanto no feminino, vão participar do programa.

Foto: Divulgação

Os dois vencedores, um homem e uma mulher, terão vaga no Grand Slam de Paris, que acontece entre 8 e 9 de fevereiro do ano que vem. Além disso, eles ganharão o direito de acompanhar a delegação brasileira na preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio e terão ingressos para assistir à final olímpica.

Neste ano, o programa terá também novos treinadores. Flávio Canto, apresentador do Grupo Globo e medalha de bronze nos Jogos de Atenas 2004, dividirá com Tiago Camilo, prata em Sidney 2000 e bronze em Pequim 2008, os ensinamentos para os judocas.

Além deles, outros quatro ex-atletas farão parte como conselheiros: João Derly, primeiro brasileiro campeão mundial de judô em 2005 e depois bicampeão em 2007; Leandro Guilheiro, bronze em Atenas 2004 e Pequim 2008; Sarah Menezes, ouro em Londres 2012; e Carlos Honorato, prata nos Jogos de Sydney 2000.


Notícia Globo Esporte Espetacular judô Grand Slam Jogos Olímpicos Tóquio 2020 mídia marketing ippon luta pela vida patrocínio Bradesco