A pressão deu resultado. Nesta segunda-feira (13), o Washington Redskins, uma das franquias mais tradicionais da NFL, anunciou que alterará o nome e o logotipo do time a partir da próxima temporada. Não foram anunciados, porém, os substitutos, o que deve acontecer em breve. A revisão completa surge após 87 anos, uma vez que a equipe utiliza o nome de Washington Redskins desde 1933.

A mudança ocorre após uma pressão pesada dos principais patrocinadores da franquia e também de outras marcas no mercado, na esteira de todos os atos antirracistas que vêm acontecendo nos Estados Unidos desde o dia 25 de maio, quando o ex-segurança negro George Floyd foi morto asfixiado pelas mãos de policiais brancos em Minneapolis. O termo "redskins", que em português significa "peles vermelhas", é usado como referência aos nativos americanos e considerado uma forma de racismo e discriminação pela cor da pele por líderes de tribos locais.

Foto: Reprodução / Twitter (@RedskinsCR)

No início deste mês, de acordo com um relatório publicado na Adweek, FedEx, Pepsico e Nike, três dos principais patrocinadores da equipe, encabeçaram o ultimato pela mudança após receberem uma série de pedidos públicos e corporativos. Na semana passada, grandes varejistas como Amazon, Walmart e Target removeram os produtos dos Redskins de seus sites. E, nos últimos dias, a FedEx chegou a ameaçar a retirada dos naming rights do FedEx Field, estádio em que o time manda seus jogos durante toda a temporada da NFL.

A notícia foi divulgada pelo próprio Washington Redskins em seu site e nas redes sociais. A nota, na íntegra, está abaixo:

"Em 3 de julho, anunciamos o início de uma revisão completa do nome da equipe. Essa revisão começou a sério. Como parte desse processo, queremos manter nossos patrocinadores, fãs e comunidade informados de nosso pensamento à medida que avançamos.

Hoje, estamos anunciando que iremos aposentar o nome e o logotipo dos Redskins após a conclusão desta revisão.

Dan Snyder (proprietário da franquia) e Coach Rivera (Ron Rivera, atual técnico do time) estão trabalhando juntos para desenvolver um novo nome e uma abordagem de design que melhorará a posição de nossa orgulhosa franquia, rica em tradição, e inspirará nossos patrocinadores, fãs e comunidade pelos próximos 100 anos."


Notícia Mercado indústria marketing patrocínio gestão pressão racismo discriminação NFL Washington Redskins FedEx Pepsico Nike