De olho em um maior engajamento com o público jovem, Santos e Fluminense aproveitaram a semana passada para lançar seus próprios perfis oficiais na rede social chinesa TikTok, aplicativo de compartilhamento de vídeos curtos que se transformou em febre entre os adolescentes e as estrelas da televisão e da música que são mais conectadas com os jovens.

Os dois clubes iniciaram as atividades no aplicativo com vídeos de bastidores. O Fluminense mostrou um ensaio dos novos uniformes, lançados na última quarta-feira (6) em uma live que bateu recorde de visualizações no canal do time do YouTube. Já o Santos apostou em dois atletas que fazem sucesso com os jovens, os atacantes Marinho e Soteldo.

Foto: Divulgação / Santos

Para se ter uma ideia da febre, o TikTok é o segundo aplicativo mais baixado no Brasil desde o início da quarentena, há praticamente dois meses. A iniciativa, no entanto, não é pioneira no futebol brasileiro. Há alguns meses, Corinthians, Flamengo e Vasco já haviam criado perfis na rede social chinesa.

Com relação ao clube paulista, tratou-se da primeira ação mais efetiva do TikTok no mercado esportivo brasileiro. Com o acordo, fechado no final de outubro do ano passado, ou seja, antes do mundo conhecer a pandemia, o aplicativo esperava atrair novos seguidores para dentro da plataforma, que desde que foi criada tem como principal característica reproduzir vídeos divertidos, cativando o público mais jovem. Atualmente, com a maioria confinada dentro de casa, o TikTok alavancou sua popularidade de vez.


Notícia TikTok Santos Fluminense estratégia público-alvo jovem marketing rede social gestão mercado pandemia coronavírus