Foto: Divulgação

A ESPN e a CBJ (Confederação Brasileira de Judô) anunciaram um acordo para a transmissão de dez eventos da modalidade nos canais da emissora, nesta quinta-feira (18).

O acordo é válido para este ano e contempla a exibição dos Super Desafios BRA e eventos como Troféu Brasil e Grand Prix Nacional, em setembro, o Internacional de Clubes, em novembro, e as seletivas nacionais para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, em dezembro.

“Esse acordo nos permitirá ampliar a oferta de conteúdo ao fã do esporte. Modalidade olímpica mais vitoriosa do esporte brasileiro, o judô ganhará atenção especial não apenas nos eventos, mas em toda a nossa cobertura”, disse Carlos Maluf, diretor de aquisições, programação e novos negócios da ESPN.

Para a CBJ, o acordo auxilia no trabalho de massificação da modalidade. Até o ano passado, a entidade tinha acordo exclusivo com o SporTV. Agora, a ideia é expandir ao máximo a divulgação do judô, dando mais exposição aos patrocinadores e, também, atraindo novos fãs para o esporte. Atualmente, Bradesco, Cielo, Scania e Mizuno são os parceiros oficiais da CBJ. A empresa ainda negocia a renovação do acordo com a Petrobras, segundo a “Folha de S. Paulo”.

“Ter a parceria de uma empresa como a ESPN na transmissão dos principais eventos do judô no Brasil é motivo de muito orgulho e grande expectativa para nós. Vamos dar ainda mais visibilidade a nossos atletas e difundir o judô pelo país”, afirmou Silvio Acácio Borges, presidente da entidade.

O acordo com a ESPN prevê ainda exibição multiplataforma das competições. Isso pode ampliar o alcance das transmissões com o streaming. A emissora tem investido nessa modalidade nos últimos meses, tendo já fechado com a Oi apenas para a banda larga.


Notícia ESPN CBJ judô transmissão parceria visibilidade