A paralisação generalizada do esporte mundial causada pela pandemia do coronavírus que, por um lado, tem ajudado a "bombar" o universo dos e-Sports, por outro também tem causado estragos. A equipe Submarino Stars anunciou, nesta segunda-feira (6), o encerramento das atividades por conta da falta de eventos no universo de games.

"É com grande pesar que comunicamos a suspensão das nossas atividades devido à situação envolvendo o COVID-19. Por agora, é inviável seguir com o projeto, então decidimos liberar todo administrativo e jogadores. Somos gratos pelo trabalho feito até aqui e sentimos muito em dar esta notícia. Esperamos poder retornar com a organização quando tudo se normalizar", afirmou a equipe, em um comunicado oficial publicado nas redes sociais.

A explicação é simples: apesar de serem praticados de maneira on-line, os e-Sports cresceram nos últimos anos com eventos ao vivo, que contam com reuniões de torcedores. Mantida pelo site de e-commerce Submarino e com os patrocínios de AOC, Fallen Gear e G-Fire, a equipe disputava atualmente os campeonatos dos games CS:GO e Fortnite.

A Submarino Stars chegou a atuar no League of Legends (LoL), com estrelas do cenário de streamers, como Felipe "YoDa" e Flávio "Jukes", para disputar a terceira divisão nacional. Com uma vitória sobre a 5Fox, conseguiu subir para o Circuito Desafiante, mas acabou caindo logo na sequência, após ser derrotada na Série de Promoção para a Falkol.


Notícia Coronavírus Covid-19 pandemia suspensão atividades e-Sports Submarino Stars finanças mercado