arquivo

Pandemia faz Flamengo ter prejuízo de R$ 26 milhões no semestre

por Redação - São Paulo (SP)
A
A

O impacto da pandemia do coronavírus nas finanças do clube com maior faturamento do Brasil foi devastador. O Flamengo divulgou, na última sexta-feira, o balanço referente ao primeiro semestre de 2020.

publicidade
publicidade
publicidade

Sem atividades durante pouco mais de três meses, o Flamengo viu sumir a receita de bilheteria, serem suspensos os pagamentos de direitos de TV e cair a arrecadação com sócio-torcedor. 

publicidade

Tudo isso criou um cenário em que o clube amargou um prejuízo acumulado de pouco mais de R$ 26 milhões nos primeiros seis meses do ano. O valor é um baque enorme para o clube, que em 2019 ficou próximo de ser o primeiro time do Brasil a quebrar a marca de R$ 1 bilhão de faturamento anual.

publicidade
publicidade
Pandemia faz Flamengo ter prejuízo de R$ 26 milhões no semestre
publicidade

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo - Foto: Divulgação

publicidade
publicidade

Só para se ter uma ideia, no ano passado, os primeiros seis meses haviam representado um superávit de quase R$ 38,7 milhões nos cofres do clube. O faturamento também foi muito superior no primeiro semestre de 2019 em comparação com o mesmo período de 2020: R$ 397,4 milhões entraram nos cofres no ano passado, enquanto "apenas" R$ 320 milhões foram faturados nesta temporada. 

publicidade
publicidade

A diferença de valores é ainda mais evidente por conta da variação cambial. Com dinheiro recebido pela negociação de jogadores, o Flamengo faturou mais com a alta das moedas estrangeiras. Isso torna a geração de receita de 2020 mais fraca ainda. 

publicidade
publicidade
publicidade

Mesmo com o Campeonato Brasileiro retomando às atividades neste início de agosto, o cenário também não é animador para o Flamengo, conforme destacou o clube na divulgação dos resultados financeiros.  

publicidade
publicidade

"Como mencionado no relatório divulgado em abril do resultado financeiro do 1º trimestre de 2020, sabemos que o impacto na atividade do esporte, em especial na economia do futebol, é mais longo e severo do que imaginado no momento da publicação do documento. Ainda hoje, não é possível indicar com precisão o fim da crise", declarou o clube.

publicidade

Apesar do cenário sombrio, o segundo semestre deve ser de recuperação. Além da retomada do futebol, o que pode aliviar as contas do Flamengo é o novo acordo de patrocínio máster firmado com o banco BRB, que pagará mais do que o dobro do que o BS2 desembolsava. O patrocínio passou a valer em 1° de julho.

publicidade
publicidade

Por audiência, Athletico terá Twitch e Porta dos Fundos contra Flamengo