O Palmeiras foi um dos primeiros clubes a anunciar uma readequação do seu programa de sócio-torcedor após a paralisação por tempo indeterminado do futebol no país. Em comunicado divulgado na noite desta quarta-feira (18), o clube anunciou que reverterá a mensalidade paga pelo torcedor no período de pausa do futebol em crédito para a compra de ingressos quando o time voltar a disputar as partidas.

"O novo cenário do futebol brasileiro, sem previsão de retomada das competições, cria um momento em que será fundamental a participação dos nossos sócios-torcedores para a superação deste período de grandes dificuldades, de maneira a não comprometer o nosso protagonismo esportivo", afirmou o clube, em comunicado divulgado em seu site.

Foto: Reprodução

Segundo o Palmeiras, o crédito passará a valer a partir do mês de abril e vai perdurar enquanto o futebol estiver parado. Mesmo com o time tendo atuado apenas duas vezes em seu estádio no mês de março, o torcedor não terá bonificação do pagamento atual. A iniciativa, com isso, procura evitar uma debandada de associados com a pausa do futebol pelo menos até maio, como aparentemente deve ocorrer, já que a Conmebol já postergou o reinício da Libertadores para o dia 5 de maio, deixando abril sem qualquer atividade.

"O sócio Avanti tem sido fundamental para a construção do novo momento pelo qual vive o Palmeiras. Novamente, a sua participação será importantíssima, e o Palmeiras busca, assim, retribuir seu engajamento", finalizou o comunicado.


Notícia Coronavírus Covid-19 pandemia paralisação futebol Palmeiras Avanti sócio-torcedor gestão estratégia marketing mercado