arquivo

Países dos Bálcãs tentarão candidatura quádrupla à Copa de 2030

por Redação - São Paulo (SP)
A
A
publicidade

Após a confirmação da primeira Copa do Mundo a ser disputada em três países em 2026, com a escolha da candidatura de Estados Unidos, Canadá e México, a principal competição do futebol mundial pode ter outra decisão inédita para 2030. Isso porque quatro países da região dos Bálcãs, no sudeste europeu, cogitam a primeira candidatura quádrupla oficial a um Mundial da Fifa.

publicidade
publicidade

O plano foi revelado pelo primeiro-ministro da Bulgária, Boyko Borisov, em uma coletiva de imprensa realizada na cidade de Varna. Na conversa com os jornalistas, o político confirmou que a própria Bulgária, ao lado de Grécia, Romênia e Sérvia, estão discutindo a possibilidade. Segundo ele, a proposta foi inicialmente apresentada pelo primeiro-ministro grego Alexis Tsipras.

publicidade

Caso a candidatura se torne oficial, será mais uma das várias que estão surgindo de olho no Mundial que será disputado no ano em que se completará o centenário das Copas do Mundo.

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

Foto: Reprodução / Site (fifa.com)

publicidade
publicidade

Até o momento, Argentina, Paraguai e Uruguai já sinalizaram uma candidatura tripla que, inclusive, teria recebido elogios do presidente da Fifa, Gianni Infantino. O grande trunfo dos países sul-americanos é o fato de Argentina e Uruguai terem realizado a primeira final em 1930, em um Mundial que foi sediado pelos uruguaios.

publicidade

Outra possível candidatura foi revelada por um canal de notícias marroquino. O Marrocos estaria interessado em se aliar a Portugal e Espanha no que seria a primeira candidatura de países de dois continentes diferentes a uma Copa do Mundo. A publicação ainda citou que haveria uma outra possibilidade: de que o Marrocos se unisse a Argélia e Tunísia em uma tentativa totalmente africana.

publicidade
publicidade
publicidade

Pelos lados da Europa, também existem países que estariam mexendo os pauzinhos. A Inglaterra, que já cogitava lançar uma candidatura sozinha, agora teria começado a fazer um estudo de viabilidade em que bateria o “recorde” dos países dos Bálcãs. Os ingleses estariam imaginando o Mundial de 2030 em cinco países: Inglaterra, Escócia, País de Gales, Irlanda do Norte e Irlanda.

publicidade

Uma possível tentativa da Inglaterra recebeu, inclusive, o apoio do presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, que afirmou que “já era hora” de o torneio voltar ao país que inventou o futebol, algo que não acontece desde 1966.

publicidade
publicidade
publicidade

Por último, alguns veículos de imprensa já chegaram a citar que a China estaria pensando em lançar uma candidatura também.

publicidade

Até o momento, a Fifa ainda não abriu inscrições oficiais para sediar o Mundial de 2030. No entanto, ao que parece, tem muito país querendo aproveitar a edição histórica de 100 anos de Copa do Mundo para se autopromover, seja sozinho, seja em conjunto com vizinhos.

publicidade
publicidade

Gabigol lança quadro para celebrar 'aniversário' da Libertadores