A Nike usou a história de Andressa Alves, primeira brasileira a jogar pelo Barcelona, para questionar o patriarcado que domina o futebol. A marca fez um vídeo em que Andressa conta que nunca quis ganhar uma boneca de presente, mas sim uma bola. A alternativa para ela, então, foi arrancar a cabeça de suas bonecas e fazer delas uma bola.

Foto: Reprodução / YouTube (Nike)

Para exaltar a atleta e reforçar o direito de as mulheres jogarem futebol, a Nike criou junto com a campanha uma bola com cara de boneca e chamou-a de "presente improvável". No final do vídeo, a frase “Não mude o seu sonho. Mude o mundo” resume o objetivo da marca com a ação.

O vídeo procura ativar o patrocínio da Nike a Andressa Alves e também à seleção brasileira que jogará a Copa do Mundo na França. A competição será disputada entre 7 de junho e 7 de julho, e tem ganhado um status inédito na história do futebol feminino. No Brasil, a Globo transmitirá os jogos da seleção brasileira ao vivo pela primeira vez.

LEIA MAIS: Guaraná Antarctica cria campanha apenas da seleção feminina

LEIA MAIS: Empresas se unem ao Guaraná Antarctica pelo futebol feminino

Assista abaixo ao vídeo da Nike com a atacante brasileira:


Notícia Nike Andressa Alves Copa do Mundo futebol feminino seleção brasileira ação ativação marketing patrocínio estratégia mercado