A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a plataforma de streaming Mycujoo fecharam um acordo para transmitir os jogos do e-Brasileirão 2020, que pela primeira vez terá transmissão de todas as suas partidas. Dentro do site mycujoo.tv será possível acompanhar toda a fase final do torneio. 

No total, 37.743 pessoas se inscreveram para participar da disputa, que é realizada dentro do jogo Pro Evolution Soccer (PES) pelo console PlayStation 4. O Mycujoo transmitirá a segunda fase do campeonato, com a fase eliminatória de cada um dos 20 clubes representados. No total, o Mycujoo exibirá 844 jogos em sua plataforma, contando também a terceira fase da competição, que começa no dia 27 de julho, em sistema de pontos corridos em turno único, cada um representando o seu clube.

A última rodada será disputada presencialmente na sede da CBF, no Rio de Janeiro, já no mês de dezembro, assim como os playoffs com os oito primeiros colocados que definirão finalmente o campeão. A fase final terá transmissão também do SporTV.

e-Brasileirão terá as finais em dezembro (Foto: Divulgação / CBF)

"Estamos muito felizes por trazer uma competição tão relevante como o e-Brasileirão para a nossa plataforma, com participação de tantos clubes tradicionais. Nós somos parceiros da CBF e do futebol brasileiro, queremos levá-lo cada vez mais aos nossos usuários, seja como for: real ou virtual, adulto ou de base, feminino ou masculino", afirmou, em nota, o diretor geral do Mycujoo no Brasil e na América Latina, Terence Gargantini. 

Com o acordo, o MyCujoo amplia a ligação com a CBF. Pela plataforma também são transmitidas a Série D do Campeonato Brasileiro (com exclusividade), além do Brasileirão Feminino A1 e A2, Brasileirão Sub-20 e Sub-17, Copa do Brasil das mesmas categorias e o Brasileirão de Aspirantes.

"O Brasil tem a maior audiência de e-Sports na América Latina e cerca de 5 milhões de brasileiros entusiastas de e-Sports são também fãs de futebol. Neste momento de poucas opções de conteúdo ao vivo, essa é uma boa oportunidade para que mais pessoas conheçam esta modalidade e possam interagir com o seu clube de coração e com as marcas parceiras do torneio", completou Gargantini.


Notícia Mídia Mycujoo e-Sports e-Brasileirão CBF