O Mineirão recorreu às suas próprias funcionárias para lançar a edição de 2020 do "Repense", movimento feito pelo estádio para repensar o papel da mulher no futebol e na sociedade como um todo. A iniciativa sempre tem início em março, mês em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher.  

Na campanha, a presença da figura feminina no ambiente do futebol é reforçada pelo Mineirão por meio de um vídeo produzido integralmente por mulheres que trabalham no estádio. A ideia é apoiar, promover e assegurar a presença das mulheres nos estádios de futebol espalhados pelo país, assim como em locais que recebem eventos de outras modalidades esportivas.

"Queremos reforçar e promover a importância da segurança e do respeito com a população feminina, seja no universo do futebol ou em outros eventos, nas diferentes modalidades esportivas ou em todo e qualquer lugar. Dar voz a esse movimento promove a compreensão de temas profundos e necessários para a evolução da sociedade e para reforçar o espaço da mulher", explicou Marina Magalhães, membro da equipe de comunicação do Mineirão e responsável pelo movimento.

Para dar força à campanha, o estádio terá um calendário contínuo de ações voltadas para o público feminino nos próximos dez meses. Em março, por exemplo, haverá quatro edições do Mineirão Chat, projeto de workshops e sessões de talks produzidas pelo estádio, com a presença de mulheres de destaque em diferentes áreas de atuação. O objetivo é gerar diálogos relevantes sobre temas relativos à presença da mulher em ambientes conhecidos como masculinos, equidade de gênero, entre outros assuntos pertinentes à causa feminina.

No segundo semestre, o destaque será o Esplana, festival lançado em 2019 que, neste ano, homenageará "Mulheres Marcantes". A ação, em parceria com o Cura e com o Museu de Rua, contará com artistas mulheres convidadas de todo o país para reproduzir personalidades do universo feminino em pinturas e grafites nos muros da Esplanada. O evento terá também uma roda de discussão com influenciadoras, formadoras de opinião e mulheres de destaque.

Por último, durante todo o mês, o Museu Brasileiro do Futebol (MBF) terá uma programação especial. Em todos os sábados, haverá visitas temáticas acompanhadas por jogadoras e diferentes mulheres especialistas em futebol. Para completar a experiência, no tour pelo museu, o público poderá conferir o vestiário com camisas de times femininos expostas, assim como em dias de jogos. Ainda em 2020, o MBF receberá uma sala totalmente dedicada ao futebol feminino, com os grandes nomes da modalidade e as maiores conquistas. 

"Nos últimos dois anos, a partir do movimento Repense, registramos a necessidade de aumentar em 40% o número de mulheres seguranças para garantir o acesso feminino ao estádio, iniciativa que reflete automaticamente no crescimento da presença das mulheres nas arquibancadas. Para tornar os resultados ainda mais expressivos, estamos trabalhando em um calendário contínuo e robusto de ações, uma vez que temos como propósito tornar este número ainda maior, salientando sempre a importância desse assunto para a sociedade", afirmou Ludmila Ximenes, gerente de relações institucionais do Mineirão.


Notícia Mineirão Repense mulher futebol estádio público feminino segurança respeito mercado movimento estratégia gestão marketing