A Juventus anunciou um prejuízo de €71.4 milhões no ano que se encerrou no dia 30 de julho.  Os campeões da Serie A estão há três anos no vermelho, seguindo um déficit de €39.9 milhões em 2019.

 

Para a temporada de 19/20, que foi terrivelmente impactada pela pandemia, a Juventus viu a renda cair de €621.4 milhões para €573.4 milhões. Os custos do time também caíram, mas não foi o suficiente para superar o total de perdas.

Em mais um revés, o clube disse que a retração econômica do coronavírus significa que outro déficit é esperado para 2020/21, apesar dos muitos acordos comerciais assinados na última temporada.

É uma marca da gravidade financeira atribuída à crise de saúde que o clube está apresentando um quadro financeiro sombrio já para o próximo ano, apesar dos numerosos acordos comerciais assinados durante a temporada 2019/20.

Notavelmente, uma reformulação de seu contrato com o Jeep significa que a Juventus vai embolsar um adicional de 25 milhões de euros (US$ 29,7 milhões) por ano até o final de 2020/21, enquanto uma prorrogação com a Allianz até 2030 deverá trazer 103,1 milhões de euros (US$ 122,5 milhões).

Os negócios com a Budweiser, Coca-Cola, 10Bet, Ganten, Konami e Linglong Tire também foram firmados, assim como um acordo de dois anos com a Cygames no valor de até 10 milhões de euros (US$ 11,8 milhões).


Notícia Juventus Finanças Futebol Internacional