A Internazionale anunciou, nesta terça-feira (7), a renovação do acordo que mantém a plataforma de comércio eletrônico Suning como patrocinador principal da camisa de treino da equipe. Segundo o jornal Gazzetta dello Sport, o contrato será válido por duas temporadas e renderá € 16 milhões por ano aos cofres do clube italiano.

A renovação por um valor considerado alto para a camisa de treinamento reforça uma informação veiculada em setembro do ano passado pelo jornal chinês Titan Sports de que Zhang Jindong, dono do conglomerado chinês Suning Holdings Group e acionista majoritário da Inter desde 2016, quer também a propriedade máster da camisa de jogo do clube. Isso porque a fabricante de pneus Pirelli, parceira principal do time desde 1995, não deverá renovar após o término do contrato em junho do ano que vem.

Foto: Reprodução / Twitter (@Inter) 

Para se ter uma ideia, a Pirelli paga, atualmente, € 12 milhões por temporada ao clube, valor inferior ao que a Suning pagará pela visibilidade na camisa de treino. Não é novidade que o time italiano está em busca de um acordo mais vantajoso financeiramente para a propriedade principal da camisa de jogo, uma vez que um dos principais objetivos da Inter para as próximas temporadas é aumentar os valores ganhos por meio de patrocínios.

Desde setembro especula-se que o grupo Evergrande, empresa mais valiosa do mundo no setor imobiliário e que possui relação estratégica com a Suning, é um forte candidato a fechar o patrocínio. Nos últimos meses, a sul-coreana Samsung, também colaboradora estratégica da Suning, teria entrado no páreo. De acordo com a Gazzetta dello Sport, Zhang Jindong estaria interessado em concluir as negociações por um valor mínimo de € 25 milhões por ano. Uma definição deverá ser conhecida em breve.


Notícia Patrocínio camisa treino treinamento marketing Suning Pirelli mercado gestão estratégia