Foto: Reprodução / Twitter (@InterMiamiCF)

O Inter Miami, time que estreará na Major League Soccer (MLS) em 2020 e que tem como dono o ex-meia inglês David Beckham, fechou um patrocínio com o Qatar. Pelo acordo, o país do Oriente Médio investirá cerca de £ 180 milhões na equipe. As informações são do jornal britânico The Sun.

LEIA MAIS: Heineken é primeira patrocinadora do Inter Miami, de Beckham

Nos bastidores, uma parceria entre o time e o país já era especulado há algum tempo. Em janeiro, o site Athletic chegou a revelar que as negociações estavam em andamento e envolviam patrocínio máster da camisa e também os naming rights do Estádio Freedom Park, onde o Inter Miami passará a mandar seus jogos após a inauguração, que está prevista para 2022.

Na reportagem do The Sun, no entanto, fala-se em patrocínio máster da camisa e visibilidade do país árabe também em produtos licenciados da equipe, assim como exposição em todo o futuro estádio. Não há confirmação de que o acordo envolveria também os naming rights do Freedom Park.

David Beckham publicou foto com Nasser Al-Khelaifi em dezembro, durante visita ao Qatar (Foto: Reprodução / Twitter (@dvdbeckham))

Ainda segundo a publicação, o contrato teria sido assinado há duas semanas, sendo facilitado pelo fato de Beckham ter encerrado a carreira de jogador em 2013 no Paris Saint-Germain, que pertence ao qatariano Nasser Al-Khelaifi e com quem o astro inglês tem laços estreitos de amizade.

Para o Qatar, o interesse na parceria com o Inter Miami seria para "impulsionar investimentos no exterior para melhorar e suavizar a imagem do país", de acordo com o The Sun. Os árabes são bastante criticados pela maneira como lidam com assuntos como corrupção, homossexualidade e mão de obra imigrante.


Notícia Inter Miami David Beckham MLS Qatar Nasser Al-Khelaifi patrocínio marketing visibilidade investimento estratégia mercado